Projeto de Lei que trata da Corsan é de autoria do vereador Juliano Marinho | Foto: Divulgação / OA

O Projeto de Lei que trata maior rigidez com a Corsan foi aprovado na Câmara de Vereadores de Alvorada. A sessão para votação do projeto aconteceu nesta terça-feira (8). Com a aprovação, contribuintes que ficarem sem água por mais de oito horas não poderão ser cobrados pela Corsan.

Além de isentar pagamento, a proposta é de uma multa no caso de falta de abastecimento prolongado. Neste caso, será formado um Conselho Gestor dos serviços de saneamento, que terá representantes do executivo, legislativo, da concessionária de serviços e de representantes de entidades da sociedade civil.

O Projeto de Lei, de autoria do vereador Juliano Marinho (PT), traz a obrigatoriedade de a Corsan apresentar em todo final de março a prestação de serviços do ano. Além de um plano de investimentos para os meses seguintes.

Fonte: O Alvoradense