Foto: Câmara de Vereadores / Divulgação / OA

Durante sessão ordinária da Câmara de Vereadores, ocorrida na noite de terça-feira (6), o Projeto de Lei 036/2020, que aumentava a alíquota de contribuição previdenciária de 11% para 14% foi derrotado pela maioria de votos.

Contudo, foi a decisão do presidente Juliano Marinho (PSD) que definiu a votação em favor dos municipários, pois o resultado preliminar ficou em 8 x 8 e Marinho desempatou.

Voto a voto

Os votos favoráveis ao Governo Appolo foram dos vereadores Airton Pacheco (MDB), Branquinho Borges (Progressistas), Claudia Kaeller (Progressistas), Preto (MDB), Darci Barth (PL), Neusa do Salgado (MDB), Schumacher (PTB) e Zezo (PDT).

Já os votos contrários ao projeto foram dos vereadores Julio Bala (MDB), Gerson Luis (PTB), André Jobim (PTB), Irmã Sara (Republicanos), Martello (DEM), Arlindo Slayfer (PSD), Leandro Tur (PT) e Reginaldo Rocha (PSB).

Funsema

Também foi derrotado o projeto 034/2020 que retirava do Funsema a obrigatoriedade de pagamento dos Regimes Próprios de Previdência Social – RPPS e custearia os benefícios temporários de licença saúde, auxílio-reclusão, licença maternidade e salário família, passando a responsabilidade à Prefeitura.