Escolas capricharam nas fantasias e empolgaram o público | Foto: CCS / Divulgação / OA

O noite quente e sem chuva ajudou a levar para a Avenida Presidente Getúlio Vargas na primeira noite de desfiles das escolas do Grupo Especial mais de 50 mil pessoas.

O número recorde de público foi apurado pela Brigada Militar e é considerado preliminar, já que foi calculado ainda no início da noite.

Apesar do atraso nos desfiles das escolas, os foliões lotaram as arquibancadas e espaços destinados ao público. A estrutura do evento foi elogiada.

Segundo o Prefeito Professor Serginho, apesar da qualidade, o valor gasto pelo governo municipal na realização do Carnaval foi metade do montante investido no ano passado. Segundo a Secretaria de Saúde, mais de 30 mil camisinhas foram distribuídas.

Mudanças 
Público acima do esperado obrigou secretaria a alterar bloqueio do trânsito

Os grupos mirins Estrela do Umbu e Algarve do Futuro abriram os desfiles. Com carros alegóricos bem acabados e integrantes animados, as escolas empolgaram o público. O destaque ficou no samba no pé das crianças, que em alguns casos deixavam os adultos com inveja. Os pequenos mostraram desenvoltura e levantaram as arquibancadas.

Crianças empolgaram as arquibancadas com muito samba no pé | Foto: CCS / Divulgação / OA

Marcada para começar a meia-noite, o desfile do Grupo Especial iniciou às 1h40min, quando a escola Trevo de Ouro entrou na avenida. Apesar da expectativa, a agremiação apresentou carros alegóricos simplórios e uma letra do samba-enredo que por vezes não era possível ouvir com clareza.

Na sequência veio a Periferia. A escola do Bairro 11 de Abril apresentou alegorias bem acabadas e fantasias de destaque. O apresentador Paulo Bogado, do programa Brasil Urgente 1ª Edição, da Band RS, era o destaque do primeiro carro. O número de alas também impressionou.

Baterias se mostraram afinadas e foram os destaques das escolas | Foto: CCS / Divulgação / OA

A campeã do Carnaval de 2012 entrou na avenida logo após. O destaque da Bem Vinda, do Bairro Nossa Senhora Aparecida, ficou por conta das fantasias. O casal de metre-sala e porta-bandeira, por exemplo, entrou na avenida em plumas vermelhas, luzes de led e muito samba no pé. O figurino das baianas e da bateria também impressionaram.

A Deixa Falar, do Jardim Algarve, foi a quarta escola do Grupo Especial a desfilar. O destaque foi o carro abre-alas, de acabamento impecável.

Já era quase dia quando a Tradição Alvorada, do Jardim Porto Alegre, entrou na avenida para encerrar a primeira noite de desfiles.

Além dos grupos mirins, crianças também se destacaram nos desfiles do Grupo Especial | Foto: CCS / Divulgação / OA

Fonte: O Alvoradense