Joaquim Levy, ministro da Fazenda, acertou os valores na noite de terça-feira (10) / Foto: Jane de Araújo / Agência Senado / OA

Reajuste da tabela do Imposto de Renda (IR) das pessoas físicas saiu no Diário Oficial da União nesta quarta-feira (11). O ministro da Fazenda Joaquim Levy, juntamente a lideres do Congresso Nacional, fechou o acordo ontem à noite.

Com a correção, quem ganha até R$1.903,98 está isento do imposto. Deste valor até R$2.826,65, o contribuinte pagará 7,5%. Pessoas cujas rendas se encontram entre o máximo da segunda faixa e R$3.751,05 terão de deixar 15% para o Imposto de Renda. Já quem está na quarta faixa – R$3.751,05 até R$4.664,68 – pagará 22%. A maior alíquota é a de 27,5%, destinada a pessoas que recebam salário maior do que todos os outros valores citados.

A medida provisória vai estabelecer a correção escalonada na tabela: nas duas primeiras faixas salariais, o imposto de renda será reajustado em 6,5%. Na terceira faixa, o reajuste será de 5,5%; na quarta faixa será reajustado em 5%; e na última faixa será reajustado em 4,5%.

De acordo com a Medida Provisória (MP) 670, a correção é válida a partir de abril de 2015. Declarações que estão sendo entregues até o dia 30 de abril não entram nos valores do reajuste.

Fonte: O Alvoradense / Com informações da Agência Brasil