Realizada operação policial de combate e repressão a roubos a banco

Entre os presos, autores do roubo realizado este ano no Santander de Alvorada

69
Foto: Reprodução / OA

A Operação Recidiva ou Angico, que teve como objetivo prevenir e reprimir roubos a estabelecimentos bancários no Estado, foi uma ação conjunta entre a Brigada Militar e a Polícia Civil, por intermédio da 1ª Delegacia de Polícia de Repressão a Roubos (1ª DR), do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC), realizada nesta sexta-feira (19).

Foram cumpridas 31 ordens judiciais, sendo quatro prisões preventivas, três temporárias e 24 mandados de busca e apreensão nas cidades de Porto Alegre, Gravataí, São Leopoldo e Tramandaí. Também foram apreendidos celulares, documentos e veículos, dentre outros objetos.

Roubos

Este ano, entre os roubos a instituições bancárias realizados no RS, destacam-se dois ocorridos no Banco Santander, em Alvorada e São Leopoldo, e um no Banco Itaú, em Novo Hamburgo.

O nome da operação, Recidiva, refere-se a recaída na mesma falta, no mesmo crime, reincidência. Alguns suspeitos, apesar de terem sido condenados, inclusive com penas cumpridas, voltaram a cometer crimes de mesma espécie.

Ações integradas, desenvolvidas pela Polícia Civil e pela Brigada Militar, visam mapear e frustrar a ação de grupos criminosos que se relacionam fortemente com a prática desses crimes contra instituições financeiras. A Operação Recidiva, recebeu pela Brigada Militar o nome de Operação Angico.

Fonte: Polícia Civil RS