Engenheira Jozélia, reitor Osvaldo e diretor Marçal receberam imprensa / Foto: Mariú Delanhese / OA

O Campus Alvorada do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS) será inaugurado no segundo semestre deste ano. A informação é do reitor do IFRS, Osvaldo Cesares Pinto, que esteve em Alvorada nesta quarta-feira (23).

O Instituto Federal já atua em sede provisória junto ao Centro de Educação Florestan Fernandes, oferecendo os cursos técnicos de Agente Comunitário de Saúde, com três turmas,  e Tradução e Interpretação de Libras, duas turmas, em um total de 120 alunos.

A expectativa para o segundo semestre é atender 600 estudantes na estrutura que está sendo erguida no bairro Onze de Abril, ampliando também os cursos técnicos oferecidos. Em uma segunda e última etapa, quando será erguido outro prédio, a capacidade do Campus será de 1.200 vagas, empregando 100 servidores entre professores e administrativo.

Os cursos foram definidos durante Audiências Públicas realizadas em 2012, e atendem as expectativas e necessidades da comunidade. Serão na área da saúde, administração, informática, educação e – uma característica local – de produção cultural e designer.

No momento acontecem os trabalhos nos chamados blocos, que consistem nas salas de aula, secretaria, área de convivência, biblioteca e sanitários, reservatório e pórtico, incluindo o acesso ao complexo. Já está sendo licitada a subestação, a ser concluída ainda em 2016.

Encontro
Pela manhã o reitor esteve com os alunos do curso de Agente Comunitário de Saúde na sede do Comdica onde, acompanhado do diretor-geral do Campus Alvorada, Fabio Marçal, e da engenheira Jozélia Assunção Fernandes, responsável pela obra, recebeu a imprensa.

Osvaldo, que assumiu a reitoria localizada em Bento Gonçalves em fevereiro último, falou da importância de instalação de Campus do Instituto Federal em locais sem a tradição de núcleos educacionais. “E é justamente essa a intenção, levar formação gratuita e de qualidade aonde é necessário”. E ele ainda acrescentou “o IFRS será um marco em Alvorada, proporcionando uma melhora efetiva à cidade”.

Com relação às vagas, lembra que estão abertas a toda comunidade, contudo 50% delas são reservadas ao estudantes oriundos do ensino público e outros 5% a alunos com necessidades especiais. “Hoje, 70% ou mais dos alunos do Instituto em todo o Estado, vem da escola pública”, afirmou.

E há planos para 2017, quando serão oferecidos Cursos Técnicos Integrados ao Ensino Médio. O objetivo é que também seja implantada, gradativamente, a formação em Tecnólogo e Graduação no Campus Alvorada.

Fonte: O Alvoradense