Secretaria da Saúde ressalta importância da 2ª dose contra a Covid-19

Secretária ainda falou sobre o avanço da 1ª dose, vacina para adolescente com comorbidades e suspeita da variante Delta no município

56
Foto: Divulgação / Ministério da Saúde / Arquivo / OA

Em live realizada nesta quinta-feira (22) nas redes sociais da Prefeitura de Alvorada, sobre o Plano Municipal de Vacinação contra a Covid-19, a secretária Municipal da Saúde, Neusa Abruzzi, reafirmou a importância da conclusão da imunização com a 2ª dose a vacina.

Acompanhada pela infectologista Karin Rauber e a intérprete de libras Natália Soares, Neusa mais uma vez solicitou que as pessoas observem a data da 2ª dose e anunciou que a antecipação da Oxford / AstraZeneca está estendida a quem deveria tomar até 05 de agosto. Ressaltou que a antecipação é somente para a vacina Oxford / AstraZeneca. “Só não pode antecipar a Coronavac”, explicou.

Neusa revelou que muitos não querem tomar a 2ª dose por causa das reações à 1ª mas confirmou a importância da conclusão da vacina para a completa imunização. “Pior do que ter sintomas que podem durar até 48 horas é pegar a doença por 14 dias, com risco de internação hospitalar”, ressaltou.

Para a 2ª dose basta apresentar documento com foto e Carteira de Vacinação

1ª dose

Na tarde de quarta-feira (22) o município recebeu 5.200 doses do Governo do Estado, o que possibilita que o cronograma avance para os nascidos em 1993 na sexta-feira (22) no horário das 8h às 12h e das 13h às 20h.

Delta

Durante a live a secretária relatou que na quarta-feira (21) o município foi notificado da possibilidade de um caso da variante Delta em Alvorada. A Vigilância em Saúde está investigando o caso e deve divulgar o resultado em breve.

A variante Delta é ainda mais agressiva e tem uma maior capacidade de transmissão. Como ainda há muitas pessoas sem vacina, é importante manter os protocolos de distanciamento social e sanitários, como o uso de máscara, álcool em gel, lavagem das mãos…

Adolescentes com comorbidades

A partir da publicação do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs) de um informe técnico de referência aos municípios sobre a vacinação de adolescentes dos 12 aos 17 anos portadores de comorbidades, que aconteceu na quarta-feira (21) Alvorada inicia a vacinação deste público na próxima semana.

Esse público teve a autorização por parte da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para o uso do imunizante da Pfizer e na segunda-feira (26), adolescentes de 17 anos com comorbidades e gestantes poderão se vacinar no Centro de Vacinação das 8h às 17h. Para todos os casos, é necessário apresentar atestado médico ou receituário do medicamento utilizado.

Segue a lista das comorbidades para imunização dos jovens:

Obesidade grave;

Pneumopatias Crônicas Graves (asma);

Outros imunodeprimidos (doença congênita/rara /genética/autoimune, neoplasias ou outras condições que prejudiquem a resposta imunológicas no momento atual (em tratamento), cardiopatias congênitas com consequências sistêmicas, doenças reumatológicas com uso de medicamentos imunossupressores, pessoa vivendo com HIV, neoplasias ou doenças hematológicas em tratamentos ou que justifiquem imunossupressão); 

Hemoglobinopatia grave (doença falciforme ou talassemia maior);

Doença cardiovascular;

Doença neurológica crônica;

Diabete Mellitus.