COMEMORAÇÃO. Terceira vitória consecutiva coloca Grêmio na cola dos líderes do campeonato. | Foto: Lucas Uebel / Grêmio / OA

Mesmo com a vitória no Gre-Nal do último domingo, o Grêmio adotou uma postura ainda mais aguerrida diante do Vasco na quarta-feira, dia 29. Pudera, os dois são adversários diretos na tabela, com 37 e 35 pontos, respectivamente. Enquanto o primeiro está em fase de ascensão no Campeonato Brasileiro, o segundo vem seguido pela queda de rendimento. Se não bastasse, o técnico Cristóvão não pôde contar com Juninho, responsável pelas boas atuações do meio de campo vascaíno. Do outro lado, Vanderlei Luxemburgo sofre do mesmo problema, sem o meia Elano.

Nos primeiros minutos, ambas equipes apostaram na observação do jogo. Somente aos 13 minutos o goleiro Fernando Prass fez a primeira – e estranha – defesa, depois de um cruzamento de Pará. Em seguida, na cobrança de escanteio, Marquinhos colocou uma bola fechada no gol, mas o zagueiro Dedé afastou o perigo gremista. Sem finalizações de nenhum dos lados, o jogo parecia retrancado, com pouca criatividade e sem qualquer finalização. A partida se encaminhava para o empate, quando, aos 41, Marquinhos, no bico da área, cobrou uma falta e Marcelo Moreno aproveitou a confusão formada na frente do gol para abrir o placar. Provavelmente informados do empate entre Atlético-MG e Ponte Preta, no Estádio Independência, os jogadores gremistas voltaram do intervalo com a mesma intensidade do primeiro tempo.

Quando bateu 5 minutos na etapa complementar, Marquinhos aproveitou a zaga adiantada e entregou a bola para Marcelo Moreno, que teve a jogada cortada por Douglas. Em resposta, Tenório avançou em direção ao gol de Marcelo Grohe, mas o juiz, duvidosamente, marcou impedimento. Aos 12 minutos, Marcelo Moreno tentou organizar uma jogada pela esquerda, mas somente na segunda tentativa, encontrou Kleber livre, que arriscou de fora e acertou no canto direito de Prass: 2 a 0. Nos minutos finais, o Grêmio assegurou a vitória na bravura e foi saudado pela torcida, que não arredou o pé do estádio.

Com 40 pontos, o Tricolor se firma na terceira colocação do Brasileirão e encara o Palmeiras no sábado, no Pacaembu em São Paulo.

 

Fonte: Laura Toscani / O Alvoradense