Em Alvorada, quatro urnas estão aptas a receber "votos" | Foto: Jonathas Costa / OA

Um dia antes da eleição que escolhe os novos prefeitos e vereadores de municípios de todo o país, um grupo de separatistas promove uma consulta popular para aferir a opinião de gaúchos, catarinenses e paranaenses sobre a possibilidade de independência dos três estados da Região Sul.

Em Alvorada, quatro urnas estão abertas para receber votos desde às 8h. Interessados podem votar até às 17h. Uma delas está na praça Presidente João Goulart, a 48, no Centro. Até o fim da manhã cerca de 100 pessoas tinha depositado seu voto. As outras três urnas estão no bairro Jardim Algarve, Jardim Aparecida e Santa Bárbara.

Consulta ocorre em cidades dos três estados da Região Sul | Foto: Jonathas Costa / OA
Consulta ocorre em cidades dos três estados da Região Sul | Foto: Jonathas Costa / OA

Batizado de Plebisul, a ação se trata de uma pesquisa de opinião com amostra aleatória, sem qualquer validade legal. Inicialmente, a consulta estava marcada para o domingo, no mesmo dia das eleições. No entanto, o Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC) manifestou-se contra a votação. Diante da decisão, o movimento teve de mudar o dia da votação e não pode mais usar do termo “plebiscito”.

TRE-SC também alertou que o movimento “O Sul é o meu País” poderia, em tese, incorrer na lei 7.170, ressaltando que este assunto é da alçada da Justiça Federal. O artigo 11 da lei em questão diz que “tentar desmembrar parte do território nacional para constituir um País independente” é considerado crime, com uma pena prevista de 4 a 12 anos de prisão. Em julho, o TRE-SC sugeriu que a Polícia Federal investigasse o caso.

A intenção dos organizadores é, caso o sim vença, levar os dados para Brasília a fim de angariar apoio.

Fonte: O Alvoradense