Luis Carlos (E) assume a Cultura, José Peixoto a Secretaria de Planejamento e Habitação, Jussara Mendes a Indústria e Comércio, Janete Conzatti a Saúde e Miguel Ângelo Pereira a Pasta de Serviços Urbanos | Foto: Jonathas Costa / OA

O prefeito eleito de Alvorada, Sérgio Bertoldi (PT), anunciou nesta quarta-feira mais cinco secretários que assumem ao seu lado no dia 1º de janeiro. Desta vez as pastas da Saúde, Habitação, Indústria, Cultura e Limpeza Urbana foram as áreas que receberam a nomeação de seus mandatários.

No dia 21 de novembro os seis primeiros nomes já haviam sido anunciados. Com as indicações de hoje restam ainda outras seis secretarias: Fazenda, Juventude e Esporte, Meio Ambiente, Obras, Capitação de Recursos e Procuradoria-Geral do Município.

Janete Conzatti de Souza, advogada e com ampla experiência na área da Saúde, foi indicada para, segundo Serginho, “resgatar o atendimento e colocar em prática os compromissos assumidos durante a campanha”. A futura secretaria se mostrou preocupada com a classificação que Alvorada recebeu na última semana no ranking de incidência de Aids no País. “Somente um trabalho conjunto entre governo e sociedade civil será capaz de reverter este quadro de primeira colocação no Brasil”, explicou.

Jussara Mendes, presidente municipal do Partido Social Democrático (PSD), assume na Secretaria de Indústria e Comércio (Smic). Definida pelo prefeito como companheira e articuladora, Jussara foi a responsável pelo alinhamento do PSD com a Frente Popular, o que é definido pelo governo como uma das principais aliança dos petistas. A fiscalização e o desenvolvimento econômico deverão ser suas principais bandeiras, já que possui, segundo Serginho, “articulação no meio empresarial”. A ampliação do Distrito Industrial, que já tem projeto arquitetônico concluído, também deverá ser uma das prioridades. Elaborado pela Acial, o projeto exige volumosos investimentos públicos e privados, o que certamente surgirá como um dos grandes desafios de Jussara à frente da Smic.

A Cultura, pasta marcada pelo baixo orçamento mas ainda assim de vital importância para o desenvolvimento social, passará para as mãos de Luis Carlos Silveira. O futuro secretario, que atualmente é Policial Militar, diz já estar preparado para os desafios que se avizinham. “Ainda não sabemos a realidade da pasta, mas já estamos trabalhando para buscar recursos nos programas dos governos Estadual e Federal”, adiantou Serginho.

Classificada como vital para elevar a auto-estima da população, a Secretaria de Mobilidade e Limpeza Urbana terá Miguel Ângelo de Mendes Pereira como mandatário. Já a Secretaria de Planejamento Urbanístico e Habitação (SPH) ficará sob a tutela de José Peixoto.

Passivo pode chegar a R$ 10 milhões

Novos nomes deverão ser anunciados até o final da próxima semana, quando ocorre um seminário com membros do futuro governo. Durante dois dias o grupo deve debater políticas públicas que serão colocadas em práticas nos primeiros 100 dias de mandato. A crise financeira da Prefeitura deverá centralizar os debates. Apesar de ainda não confirmar, Serginho deve receber cerca de R$ 10 milhões em dívidas. O montante exato, no entanto, deverá ser anunciado somente na segunda quinzena do mês.

Fonte: O Alvoradense