Faixas foram colocadas no prédio, o que irritou o governo | Foto: Jonathas Costa / OA

Após receber do governo municipal, no início da tarde desta quarta-feira (6), proposta de reunião com o prefeito Professor Serginho amanhã às 9h, os servidores decidiram, em assembleia, permanecer no interior do prédio até o encontro.

O impasse entre os servidores e o governo permanece ao longo desta tarde. A manifestação começou pouco demais do fim da assembleia da categoria. Eles saíram em caminhada pela avenida Presidente Getúlio Vargas e ocuparam o prédio do governo.

O grupo, de cerca de 100 pessoas, estendeu faixas na sacada do prédio contra o Executivo e a deputada estadual Stela Farias.

Segundo a Coordenadoria de Comunicação Social (CCS), Serginho segue em agenda externa em Porto Alegre e não poderia recebê-los no dia de hoje.

Os manifestantes cobram um encontro para tratar do salário do mês de dezembro, não recebido por parte da categoria, assim como o não pagamento de férias, vale refeição e vale transporte.

Segundo cálculo divulgado pelo governo no início desta tarde, 11% dos servidores não receberam o salário.

Ontem o Executivo divulgou calendário de pagamento dos municipários, que será feito em duas parcelas.

Fonte: O Alvoradense