Presidente Rosseto espera que categoria siga mobilizada a cada nova sessão / Foto: Sima / Divulgação / OA

Mesmo não havendo nenhum projeto de lei previsto na ordem do dia da Câmara de Vereadores desta terça-feira (29), um grande número de servidores municipais, chamados pelo sindicato da categoria, Sima, esteve na plenária da Casa Legislativa.

Durante a sessão foram lidos e aprovados dois Projetos de Lei sobre abertura de crédito, e a atividade foi encerrada antes das 18h. Neste breve período os servidores protestaram contra o empréstimo de R$ 500 mil do Funsema para pagamento do Pasep, aprovado pelos vereadores no dia 22, e contra o encaminhamento, por parte do governo municipal, de projeto que autoriza que o salário de dezembro seja pago por empréstimo bancário, a exemplo do que aconteceu em 2015.

O presidente do Sima, Rodinei Rosseto, agradeceu e parabenizou aos servidores pela mobilização e relatou aos servidores reunidos no largo da Prefeitura, que o Departamento Jurídico do sindicato vai “entrar com processo no Foro de Alvorada para barrar a retirada de meio milhão do Funsema para pagamento de despesas da Prefeitura com o Pasep”.

Ele afirmou ainda, que não há garantia de que o empréstimo será pago pelo próximo governo e não pelo servidor e que o projeto não esclarece como ficará o salário de servidores que tem restrição na tomada de empréstimos bancários.

Rosseto disse que questionou o futuro vice-prefeito Valter Slayfer sobre a garantia do pagamento do empréstimo, tendo como resposta que não há acordo algum sobre o tema, portanto, o servidor não tem garantia que não sofrerá calote do novo governo.

Fonte: O Alvoradense