A 18ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) premiou sete estudantes da rede municipal ensino. Os jovens realizaram uma prova dividida em quatro níveis de dificuldade. A edição deste ano da OBA contou com 838.156 alunos de 9.552 escolas, da rede pública e privada.

A escola alvoradense com maior destaque na premiação foi a Padré Leo Seidel. Foram quatro estudantes agraciados, todos no nível dois. Esdras Ramos ganhou medalha de ouro. Gustavo dos Santos, Diogo de Oliveira e Ana Carolina de Oliveira receberam a de bronze.

A aluna Francielly dos Santos, da escola Herbert José de Souza, também ficou com a medalha de bronze, mas no nível três. Mesmo feito do Gabriel Parode, da Podalírio Inácio de Barcellos. Já a estudante Nataly Ferner ficou em terceiro lugar no nível um, representando a escola Duque de Caxias.

A prova é organizada anualmente pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) e pela Agência Especial Brasileira (AEB). A Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica conta também com recursos do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

Fonte: O Alvoradense