Um protesto contra o descaso na Educação em Alvorada está sendo organizado pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sima) na quarta-feira (20), em frente à Escola Municipal Dom Pedro II, rua Fernando Ferrari, bairro Formosa.

O objetivo não é paralisação de atividades, mas sim a mobilização dos servidores para a Assembleia Geral de Greve em 10 de agosto.

Conforme o Sindicato, no primeiro quadrimestre de 2016, Alvorada investiu apenas 11,51% da Receita em educação. Isso é menos de metade do índice mínimo exigido pela Constituição Federal, que é de 25%. “Este baixo investimento reflete as condições precárias das escolas municipais, a falta de merenda escolar, a falta de materiais, a falta de funcionários”, afirma nota emitida pela entidade de classe.

Ainda de acordo com informações do Sima, em relação aos recursos do Fundeb, o município tem aplicado menos de 60% em relação à folha de pagamento dos professores, cerca de 52,41%, também descumprindo a Constituição Federal. Comparando com outros municípios da região metropolitana, com dados que podem ser consultados no site do Tribunal de Contas do Estado, a diferença é marcante: Canoas, 73,94%; Gravataí, 68,64%; Santo Antônio da Patrulha, 69,25%; Sapucaia do Sul, 76,32% e Viamão, 62,39%.

O Sima organiza, ainda, um mural em frente à escola, o “Muro da Vergonha!”, onde os professores poderão colocar seu protesto/manifestação com fotos que reflitam o sucateamento das escolas.

Fonte: O Alvoradense