Cabos elétricos foram furtados há quinze dias | Foto: Divulgação / Sima
Cabos elétricos foram furtados há quinze dias | Foto: Divulgação / Sima

A Secretaria de Educação, por meio da Coordenadoria de Comunicação Social da Prefeitura, negou na tarde desta quarta-feira (6) que não houve resposta, por parde do órgão, à direção da Escola Municipal Rui Barbosa. A instituição está há quinze dias sem luz e, conforme a vice-diretora anunciou em entrevista a’O Alvoradense, as aulas poderiam ser suspensas nesta quinta-feira.

Segundo nota divulgada pela Smed, a compra dos materiais necessários para regularizar o fornecimento de luz na instituição já havia sido solicitada. “Os trabalhos devem ser iniciados na quinta-feira (07). Não confere a informação veiculada de que a secretaria não teria tomado nenhuma ação para solucionar o problema”, diz o texto.

A secretaria também garantiu que está trabalhando para ampliar a segurança no local e que já existem projetos para obras na quadra de esporte da escola, assim como a construção de um muro, o que deve acontecer ainda este mês.

“Encontros diretos entre as diretorias das escolas municipais com a secretária de Educação são realizados todas as terças-feiras, de acordo com agendamento prévio, para tratar-se das demandas das instituições escolares”, finaliza a nota.

Confira a íntegra do texto:

A secretaria municipal de Educação (Smed) já fez a compra dos equipamentos para normalizar os serviços de energia elétrica na escola Rui Barbosa, após ocorrência de furto de cabos de energia na instituição. Os trabalhos devem ser iniciados na quinta-feira (07). Não confere a informação veiculada de que a secretaria não teria tomado nenhuma ação para solucionar o problema. A secretaria também deve ampliar a vigilância no local para 24 horas ao dia. Outras demandas já foram tratadas com a direção da escola e estão encaminhadas, como em relação ao esgoto e à construção de um muro, que deve ser começado na segunda quinzena de maio. A escola conta com quadro completo de professores. Uma melhor utilização do espaço físico da instituição, integrando mais toda a comunidade, como o uso da quadra esportiva da escola, também é proposto pela Smed e deve ser melhor estruturada entre a direção da escola e os moradores da região, com supervisão da secretaria. Encontros diretos entre as diretorias das escolas municipais com a secretária de Educação são realizados todas as terças-feiras, de acordo com agendamento prévio, para tratar-se das demandas das instituições escolares.

Fonte: O Alvoradense