Stela reconheceu o que chamou de "pautas legítimas" | Foto: CCS/Divulgação/OA
Stela reconheceu o que chamou de “pautas legítimas” | Foto: CCS/Divulgação/OA

A deputada estadual Stela Farias participou nesta quarta-feira da coletiva de imprensa concedida pelo prefeito Professor Serginho sobre os protestos em todo o país.

Enquanto Serginho apresentou um balanço do primeiro semestre de sua gestão, coube à Stela a missão de repassar o recado do governo do estado sobre as manifestações.

Tanto a deputada quanto Serginho participaram durante a manhã de uma reunião com o governador Tarso Genro. Outras dezenas de prefeitos e parlamentares gaúchos estiveram presentes no encontro, que ocorreu no Palácio Piratini.

Stela afirmou que o governador apresentou um estudo que aponta como a pauta das manifestações foi das tarifas do transporte público para o ‘anti-político’. Para a deputada, as manifestações se tornaram um movimento golpista. “Estamos nos organizando para dar um basta nisso. Não aceitaremos retrocesso”, garantiu.

Ela também não aceitou a comparação entre os protestos que se espalharam pelo Brasil com episódios recentes em países europeus e árabes. “Por aqui [os protestos] acontecem em um momento onde a sociedade está conquistando direitos, diferente da Europa, aonde a população vem registrando perdas na saúde, educação e renda”, comparou. “Justificaria ser uma ‘Primavera Brasileira’ se vivêssemos uma situação parecida”.

Stela reconheceu que o modelo político brasileiro está em xeque, mas adiantou que as pautas legítimas já estão sendo atendidas e encaminhadas.

A deputada também criticou a imprensa, que para ela estaria incentivando os protestos. “Temos no país duas mídias. A mídia cibernética, representada pelo grupo Anonymous, e a mídia convencional, representada por seis grandes famílias”, enumerou.

Em resposta às manifestações, Stela adiantou que já articula um ato político, com o apoio de vários partidos, para demonstrar apoio à democracia. O evento deve ocorrer na próxima semana.

Fonte: O Alvoradense