Kelly e Josier Pereira preparam o Subway para os alvoradenses / Foto: Mariú Delanhese / OA

Alvorada deixa de ser uma das poucas cidades de região metropolitana do Brasil que não contam com uma loja dos sanduíches Subway.

A franquia, criada há mais de 50 anos nos EUA, está se instalando na avenida Presidente Getúlio Vargas, 1.355, na parada 45, próximo ao Banrisul. Uma inovação para os alvoradenses, já que será a primeira do gênero na cidade, com 115m², espaço para o serviço de tele-entrega e outro para o atendimento dos clientes, em um ambiente amplo, que conta ainda com espaço para as crianças de divertirem.

E quem traz a novidade é a empresária Kelly Vilela Arruda Pereira, que possui uma unidade Subway em Porto Alegre, na rua 24 de Outubro. Ela conta que iniciou com a loja há um ano e meio, mas notou que poderia conquistar um público ainda maior em outro ponto comercial. “Ao participar de uma capacitação da Subway em abril, percebi que a grande oportunidade estava em uma cidade que não tivesse a marca”. Foi quando ela optou por Alvorada, onde possui amigos e foi bem acolhida ao procurar apoio para o empreendimento.

Agora, às vésperas de se instalar no município, ela conta que está fechando a loja da 24, transferindo parte do equipamento para a nova unidade, assim como também parte dos funcionários. “A maioria não quer permanecer em Alvorada, por ser longe, mas por um tempo vão me dar o suporte até que a nova equipe esteja treinada”, avalia.

Equipe da casa
Para formar essa equipe Kelly aposta nos alvoradenses. Já foram muitas as entrevistas, e ela está satisfeita com os resultados. A maioria dos candidatos mora perto da loja, o que para ela será uma boa novidade. “O deslocamento das pessoas é mais rápido, seguro e fácil. E em caso de mudanças na escala, é possível conseguir encaixes com mais agilidade”, projeta.

Acompanhada do pai e sócio Josier Mattos Pereira, Kelly confere pessoalmente cada etapa da obra de sua nova loja. Ela afirma ser uma proprietária presente no dia a dia da empresa. Mesmo morando atualmente na zona Sul de Porto Alegre, passará a ficar temporariamente na casa dos pais, em Cachoeirinha, para ficar mais próxima do trabalho até que consiga um lugar em Alvorada para morar. “Quero me mudar pra cá e viver perto do meu trabalho e conhecer melhor a cidade”, conta a jovem empreendedora.

Fonte: O Alvoradense