Tão logo foram divulgadas pelo Ministério Público, as marcas envolvidas no esquema de adulteração de leite com ureia e formol tiveram seus produtos retirados das prateleiras dos principais supermercados de Alvorada.

No Assun, os produtos da marca Latvida já não estão mais disponíveis para a comercialização. O mesmo ocorreu no Big, onde o leite Italac estava com preço promocional.

A rede Oliveira informou que não trabalha com nenhuma das marcas envolvidas na investigação.

Sindicato garante que lotes já foram retirados do mercado

Em nota, o Sindicato da Indústria de Laticínios e Produtos Derivados do Estado do Rio Grande do Sul (Sindilat) informou que os lotes identificados pelo Ministério da Agricultura com adulteração já foram retirados do mercado.

A entidade garante que os estoques disponíveis no varejo estão aptos para o consumo humano. “É dado tranquilizador para a população o fato de que todos os lotes identificados com problema foram retirados do mercado e não se encontram mais à disposição do consumidor”, diz o documento.

Confira a nota na íntegra:

O Sindilat/RS (Sindicato da Indústria de Laticínios e Produtos Derivados do Estado do Rio Grande do Sul) condena a adulteração de leite sob investigação do Ministério da Agricultura e do Ministério Público.

Conforme a Nota Técnica 003/2012-DDA/SFA-RS do Ministério da Agricultura, investigações realizadas pelas Promotorias de Justiça Especializada Criminal e de Defesa do Consumidor, em conjunto com o MAPA, cinco empresas de transporte de leite adulteraram o leite cru entregue para a indústria.

O sindicato, cujas indústrias associadas foram prejudicadas pela adulteração, acompanha desde o início o trabalho realizado há meses pelo Ministério da Agricultura e Ministério Público, mantido sob sigilo pelas autoridades em razão da natureza da investigação.

É dado tranquilizador para a população o fato de que todos os lotes identificados com problema foram retirados do mercado e não se encontram mais à disposição do consumidor. Os estoques disponíveis no varejo estão aptos para o consumo humano.

A indústria reafirma seu empenho na obtenção e distribuição de leite e derivados de alta qualidade e de consumo seguro, com a realização de análise do produto recebido dos produtores, importantes parceiros no elo da cadeia produtiva.

Fonte: O Alvoradense