Supermercados de Alvorada recolhem marcas envolvidas em esquema de adulteração de leite

124

Tão logo foram divulgadas pelo Ministério Público, as marcas envolvidas no esquema de adulteração de leite com ureia e formol tiveram seus produtos retirados das prateleiras dos principais supermercados de Alvorada.

No Assun, os produtos da marca Latvida já não estão mais disponíveis para a comercialização. O mesmo ocorreu no Big, onde o leite Italac estava com preço promocional.

A rede Oliveira informou que não trabalha com nenhuma das marcas envolvidas na investigação.

Sindicato garante que lotes já foram retirados do mercado

Em nota, o Sindicato da Indústria de Laticínios e Produtos Derivados do Estado do Rio Grande do Sul (Sindilat) informou que os lotes identificados pelo Ministério da Agricultura com adulteração já foram retirados do mercado.

A entidade garante que os estoques disponíveis no varejo estão aptos para o consumo humano. “É dado tranquilizador para a população o fato de que todos os lotes identificados com problema foram retirados do mercado e não se encontram mais à disposição do consumidor”, diz o documento.

Confira a nota na íntegra:

O Sindilat/RS (Sindicato da Indústria de Laticínios e Produtos Derivados do Estado do Rio Grande do Sul) condena a adulteração de leite sob investigação do Ministério da Agricultura e do Ministério Público.

Conforme a Nota Técnica 003/2012-DDA/SFA-RS do Ministério da Agricultura, investigações realizadas pelas Promotorias de Justiça Especializada Criminal e de Defesa do Consumidor, em conjunto com o MAPA, cinco empresas de transporte de leite adulteraram o leite cru entregue para a indústria.

O sindicato, cujas indústrias associadas foram prejudicadas pela adulteração, acompanha desde o início o trabalho realizado há meses pelo Ministério da Agricultura e Ministério Público, mantido sob sigilo pelas autoridades em razão da natureza da investigação.

É dado tranquilizador para a população o fato de que todos os lotes identificados com problema foram retirados do mercado e não se encontram mais à disposição do consumidor. Os estoques disponíveis no varejo estão aptos para o consumo humano.

A indústria reafirma seu empenho na obtenção e distribuição de leite e derivados de alta qualidade e de consumo seguro, com a realização de análise do produto recebido dos produtores, importantes parceiros no elo da cadeia produtiva.

Fonte: O Alvoradense