Segundo informações da Policia Civil de Alvorada o suposto autor do disparo que matou o menino Kelvin Gabriel Nunes, de 11 anos, no último domingo (30), no bairro Umbu, deixou o Presídio Central há apenas oito dias.

Além de ser suspeito de assassinar, brutalmente o garoto com um tiro do peito o homem é acusado de ser o autor de outros dois crimes. Conforme o delegado Mauricio Barisson, que coordena as investigações, o suposto envolvimento do garoto com uma troca de informações entre traficantes do bairro foi descartada.

No entanto, o delegado não descarta o fato de o menino ter escutado, acidentalmente, alguma conversa entre os traficantes, já que trabalhava vendendo quitutes preparados pela mãe, e ter sido morto por eles acreditarem que Gabriel poderia contar o que ouviu a alguém.

“Sem duvida foi um ato de covardia, mas a hipótese de qualquer envolvimento do garoto com o tráfico foi descartada”, afirmou o delegado.

O provável autor do disparo e um cúmplice já foram identificados pela polícia e foi solicitada à Justiça as prisões dos dois envolvidos no crime.

Fonte: O Alvoradense