Um taxista, identificado como Luis Antônio Oliver, de 40 anos, foi assassinado na manhã deste domingo (01) na avenida Piratini. O crime ocorreu por volta das 7h. Segundo colegas da vítima, uma jovem foi até o ponto de táxi, localizado na parada 52 da avenida Presidente Getúlio Vargas, e solicitou uma corrida. Cerca de 15 minutos depois de deixar o ponto, um motorista avisou aos taxistas que haviam ficado no local de que havia um crime envolvendo um táxi no bairro Piratini. Ao chegarem na cena do crime, o grupo confirmou que se tratava de Luis. "Não da para acreditar, foram menos de 20 minutos entre ele sair daqui e descobrirmos a sua morte", disse Gilberto, colega da vítima. Luis Antônio foi encontrado dentro do veículo, que estava sob a calçada e com as portas abertas. O corpo do motorista tinha várias marcas de facadas na região do tórax e braços. O celular do taxista foi levado pelo autor do crime. Apesar do táxi ter saído do ponto apenas com Luis e a jovem, a suspeita da polícia é de que uma terceira pessoa teria embarcado no veículo. A faca utilizada no crime foi localizada em uma rua próxima ao local onde o veículo ficou estacionado. Câmeras de segurança de um comércio da região podem ajudar a elucidar o crime. Fonte: O Alvoradense

Um taxista, identificado como Luis Antônio Oliver, de 40 anos, foi assassinado na manhã deste domingo (01) na avenida Piratini. O crime ocorreu por volta das 7h.

Segundo colegas da vítima, uma jovem foi até o ponto de táxi, localizado na parada 52 da avenida Presidente Getúlio Vargas, e solicitou uma corrida. Cerca de 15 minutos depois de deixar o ponto, um motorista avisou aos taxistas que haviam ficado no local de que havia um crime envolvendo um táxi no bairro Piratini. Ao chegarem na cena do crime, o grupo confirmou que se tratava de Luis.

“Não da para acreditar, foram menos de 20 minutos entre ele sair daqui e descobrirmos a sua morte”, disse Gilberto, colega da vítima.

Luis Antônio foi encontrado dentro do veículo, que estava sob a calçada e com as portas abertas. O corpo do motorista tinha várias marcas de facadas na região do tórax e braços. O celular do taxista foi levado pelo autor do crime.

Apesar do táxi ter saído do ponto apenas com Luis e a jovem, a suspeita da polícia é de que uma terceira pessoa teria embarcado no veículo. A faca utilizada no crime foi localizada em uma rua próxima ao local onde o veículo ficou estacionado.

Câmeras de segurança de um comércio da região podem ajudar a elucidar o crime.

Vítima sofreu vários golpes de faca na região do tórax e braços | Foto: Jonathas Costa/OA
Vítima sofreu vários golpes de faca na região do tórax e braços | Foto: Jonathas Costa/OA

Fonte: O Alvoradense