Grupo se concentrou na praça João Goulart, a 48, no Centro | Foto: Ane Soares / Especial OA

Mais de 50 veículos se concentraram na noite deste domingo (01) na praça João Goulart, a 48, no Centro, de ondem partiram em carreata pelas ruas da cidade em protesto pela morte do taxista Luis Antônio Oliver, esfaqueado dentro de seu carro na avenida Piratini na manhã deste domingo.

O protesto aconteceu de forma pacífica. Além dos taxistas de Alvorada, a carreata conta com a participação de familiares e amigos de Luis Antônio, que pediram mais segurança para a categoria.

O caso é considerado pela polícia como latrocínio, que é o roubo seguido de morte. A perícia constatou que a vítima teve o celular e uma quantia em dinheiro roubada.

Testemunhas depuseram ao longo da manhã deste domingo na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) da Polícia Civil.

Luis Antônio Oliver tinha 40 anos e deixa mulher e dois filhos, de 16 e 19 anos. O corpo dele deve ser liberado durante a madrugada para o velório e o enterro está programado para esta segunda-feira no cemitério São Jerônimo. O horário ainda não foi divulgado.

Taxistas, amigos e familiares de Luis Antônio exigiram mais segurança | Foto: Eduardo Toledo / Especial OA
Taxistas, amigos e familiares de Luis Antônio exigiram mais segurança | Foto: Eduardo Toledo / Especial OA

Fonte: O Alvoradense