Novo sistema vai controlar fluxos, atrasos | Foto: Arquivo / OA
Novo sistema vai controlar fluxos, atrasos, números de passageiros e horários de pico dos coletivos | Foto: Arquivo / OA

Um novo sistema de controle de fluxo dos coletivos deve ser implantado pela Fundação Estadual de Planejamento Metropolitano Regional (Metroplan) nos ônibus ainda esta semana.

O anúncio do convênio com a empresa prestadora de serviços de tecnologia foi feito no final de semana.

O novo sistema, que deve ser implantado nos veículos vai revelar, diariamente, os números de passageiros por quilometragem, horário de pico por linha, os atrasos dos coletivos, indicadores de multas das prestadoras de serviço e os pontos de isenção de passagem, o que vai auxiliar na operação do passe livre dos estudantes.

A implantação prevê 16.040 horas de serviços de suporte técnico.

De acordo com o diretor superintendente da Metroplan, Oscar Escher, “a fundação deixa de ter apenas uma atuação operacional e passa a fazer a gestão do transporte, podendo, em curto espaço de tempo, identificar inconsistências nas informações fornecidas pelas concessionárias, aderência da quantidade de viagens efetuadas, planejar ações de fiscalizações pontuais e efetivar outras ações”.

Ainda segundo Escher, a tecnologia vai ajudar também no planejamento estratégico do transporte a longo prazo. “Será possível fazer um levantamento de cada uma das linhas, quais são as mais e as menos rentáveis. Informações que são cruciais tanto nas negociações com as concessionárias, quanto para a renovação ou novas licitações de concessões”, completou.

Hoje, as concessionárias repassam para o governo parte da arrecadação com venda das passagens de transporte. Esse repasse ajuda a constituir o orçamento anual da Metroplan e de outros órgãos. O transporte metropolitano é formado por 22 concessionárias, 1.160 linhas de ônibus, 2.157 veículos que transportam cerca de 482.000 passageiros, distribuídos em 11.848 viagens por dia, em 32 cidades.

Fonte: O Alvoradense