Massa de ar quente deve afastar as nuvens mais carregadas nos próximos dias | Foto: Jonathas Costa / OA
Massa de ar quente deve afastar as nuvens mais carregadas nos próximos dias | Foto: Jonathas Costa / OA

Desde sexta- feira (23) todas as regiões do Rio Grande do Sul foram castigadas por chuvas que caíram ininterruptamente, durante todo o final de semana. Caíram do céu mais de 100 milímetros de água, representando, em três dias, o volume de um mês de chuvas.

A previsão do tempo promete animar quem foi castigado pelas chuvas deste final de semana. Nos próximos dias, as temperaturas voltam a subir e o sol deve voltar a brilhar.

De acordo com meteorologistas o grande volume de chuva dos últimos três dias foi causado pelo choque entre a massa de ar quente, que provocou temperaturas de até 31ºC na última semana e uma massa de ar polar  vinda dos Andes. O encontro das duas massas de ar causou os temporais que castigaram várias regiões do Estado no final de semana.

A umidade deve aumentar a sensação de frio durante toda a segunda e terça-feira, mas a partir da próxima quarta as temperaturas começam a subir novamente.

As manhãs devem continuar geladas com mínimas que podem chegar a marcar 4ºC porém à tarde o sol deve predominar  e as máximas podem chegar aos 27ºC até o final da próxima semana.

A massa de ar seco que se aproxima do Estado deve deixar os últimos dias do mês de agosto frios, mas ensolarados e sem previsão de chuvas até, pelo menos, o começo da nova estação.

Fonte: O Alvoradense