INÉDITO. Agentes da Polícia Civil mordidos por suspeito no ato da prisão afirmaram que nunca tinham passado por situação semelhante durante os anos em que trabalham como policiais. | Foto: Polícia Civil / Divulgação / RS

Na quarta-feira, dia 29, durante o cumprimento de um mandado de prisão preventiva pela Polícia Civil de um homem suspeito de cometer homicídio no bairro Jardim Porto Alegre, policiais acabaram sendo mordidos em uma tentativa frustrada de fuga.

O suspeito, de 22 anos, resistiu a prisão agredindo os policiais com socos e cabeçadas, mas não conseguiu evitar a prisão. Os agentes e o suspeito foram encaminhados ao Hospital Cristo Redentor, na zona Norte de Porto Alegre para exames.  O preso foi apresentado à Delegacia de Pronto Atendimento de Alvorada (DPPA) de Alvorada. Contra ele, foi registrada uma ocorrência policial por resistência e lesão corporal. Ele é investigado pela morte de um adolescente no início do ano na saída de uma festa.

Segundo a Polícia Civil, ele estava sendo monitorado há meses e com a ajuda do Facebook, onde o suspeito postava fotos e informações sobre os crime que cometia, foi possível chegar à prisão preventiva. Os policiais agredidos passam bem.

 

Fonte: O Alvoradense