Dominicanas conseguiram salvar poucas roupas da casa na Nova Americana | Foto: Jonathas Costa
Dominicanas conseguiram salvar poucas roupas da casa na Nova Americana | Foto: Jonathas Costa

As enchentes em Alvorada atingiram também o lar de três mulheres vindas da República Dominicana. Elas moram há um ano e meio em uma pequena casa no bairro Nova Americana e trabalham na limpeza urbana. A residência está alagada desde sexta-feira (17), e o nível da água na região só tem aumentado.

As dominicanas são Dismery Del Carmen Martinez, de 47anos, Margarita Vasques, de 43, e Altagrasia Luiz, de 52. Elas moram de alugel na rua Carlos Gomes. Conseguiram salvar apenas algumas poucas roupas da casa.

• ASSINE: Receba a edição impressa do jornal O Alvoradense em casa

Nesta terça-feira (21) as três mulheres foram até o Ginásio Municipal Tancredo Neves para fazer uma avaliação médica. Dismery reclama de dores nas articulações e teme que possa estar com leptospirose. Um médico que está de plantão no ginásio a examinou nesta manhã. 

As dominicanas tem pouco domínio da língua portuguesa, o que faz com que a comunicação seja complicada. Elas ficarão abrigadas junto à Associação de Moradores da Nova Americana.

• FOTOS: Ginásio Municipal recebe desabrigados pelas enchentes

Fonte: O Alvoradense