Foram mortos três assaltantes / Foto: Jonathas Costa / OA

Uma intensa troca de tiros aconteceu no final da tarde desta terça-feira (13) na entrada da cidade, nas proximidades do Hipermercado Big. O motivo foi uma tentativa de assalto à Loja Lebes.

Três homens foram mortos, segundo a Brigada Militar (BM) todos ligados ao grupo que realizou a ação. Um quarto homem que supostamente teria envolvimento com o grupo chegou a ser preso, mas posteriormente foi solto, por, segundo a Polícia Civil, não ter qualquer ligação com o assalto.

Dois seguranças da loja foram feridos com coronhadas na cabeça. Conforme informação da BM, um cliente da loja foi baleado no abdômen, sendo socorrido pelo Samu e encaminhado ao Hospital de Alvorada. O estado de saúde dele não foi divulgado.

Testemunhas relataram que o trio era bastante violento e ameaçou clientes e funcionários diversas vezes. Um policial militar a paisana estava no interior da loja no momento do assalto. Ele estava em um dos provadores e experimentava roupas quando os bandidos chegaram. Quando perceberam que ele se tratava de um policial, o trio chegou a dizer que ele “seria o primeiro a morrer”.

No momento do assalto havia vários clientes no interior do estabelecimento. Pelo menos duas crianças também estavam no local. Três funcionários conseguiram se esconder no fundo da loja, enquanto os demais empregados e clientes foram rendidos pelo grupo, que não só pegaram os bens da loja como também dos clientes e dos funcionários.

No momento da saída eles teriam perguntado quem era o proprietário de um carro vermelho, que seria utilizado na fuga. Conforme as testemunhas, o grupo planejavam sair com o policial e um cliente como reféns.

Foi justamente no momento em que se prepararam para deixar o local com as vítimas que a Brigada Militar chegou. Eles tentaram fugir na direção do posto de combustíveis e houve intensa troca de tiros. Foram apreendidos dois revólver e uma pistola .40, roubada do policial.

A área foi isolada para o trabalho da Perícia e o trânsito ficou bloqueado no sentido Porto Alegre-Alvorada por quase duas horas. O reflexo no trânsito intensificou os problemas de mobilidade na região e o congestionamento se estendeu por horas após a ação.

Fonte: O Alvoradense