Vereador criticou nota da Coordenadoria de Comunicação Social da Prefeitura| Foto: Jonathas Costa / Arquivo OA

Vereador e líder do governo, Juliano Marinho (PT) protocolou na Câmara de Vereadores de Alvorada uma moção de repúdio as ameaças do deputado federal Bolsonaro (PP-RJ) contra a deputada Maria do Rosário (PT-RS). Para o Marinho, Bolsonaro faz apologia e banaliza o crime de estupro.

O deputado progressista ganhou notoriedade na terça-feira, dia 9, durante discurso no plenário da Câmara quando afirmou que não estupraria a colega de plenário “porque ela não merece”.

O vídeo com a ofensa circulou nas redes sociais e causou revolta entre grupos de defesa dos direitos das mulheres. Bolsonaro é conhecido pelas polêmicas na quais se envolve e por assumir uma postura de extrema direita em suas ações políticas. Nas últimas eleições ele foi o candidato mais votado para deputado federal no Rio de Janeiro, com mais de um milhão de votos contabilizados a seu favor.

A moção de repúdio deve entrar em votação na próxima terça-feira (12) no Legislativo alvoradense.

Fonte: O Alvoradense