Bombeiros trabalham na área onde avião caiu Foto: Marcio Ribeiro / Brazil Photo Press / Divulgação / OA

O empresário Roger Agnelli, a mulher, os dois filhos, o genro e a namorada do filho morreram na queda de um avião monomotor sobre uma residência em São Paulo, na tarde deste sábado (19). Também morreu no acidente o piloto, sendo que em terra não houve vítimas fatais.

Entre as suspeitas para a causa do acidente está uma falha no motor ou um problema com as bombas de combustível.  Segundo a Força Aérea Brasileira, a aeronave, modelo CA-9, da norte-americana Comp Air Aviation, não tinha caixa-preta.

Vale
Agnelli, de 56 anos, foi presidente da mineradora Vale de julho de 2001 a maio de 2011, sendo sucedido por Murilo Ferreira, atual presidente. Sob o comando do ex-presidente, a Vale se expandiu internacionalmente e se consolidou como a maior produtora global de minério de ferro e a segunda maior mineradora do mundo. Antes disso, por 19 anos foi executivo do Bradesco, um dos acionistas controladores da Vale.

Integrou, ainda, o conselho de administração de empresas como a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL), Latasa, Suzano Petroquímica e Petrobras. Passou a integrar o Conselho da Petrobrás no início do primeiro mandato do presidente Lula, onde permaneceu até 2007.

Fonte: G1