Muito antes das curtidas a internet brasileira já era povoada por uma onda de conteúdos de diversos blogueiros e memes, mas foi em 2004 que o Google resolveu apostar em um novo estilo de web, mais social.

Por isso no dia 24 de janeiro de 2004, o Orkut foi lançado. A rede social que chegou a ser a queridinha do Brasil foi destronada pela facilidade oferecida pelo Facebook, mas hoje, completando seu décimo aniversário um dado revela que 6 milhões de brasileiros ainda navegam pelas comunidades do Orkut.

O Brasil e a Índia lideraram por anos o ranking de acessos no site de relacionamento. Há muito tempo o Facebook superou o Orkut, isso aconteceu em 2011, segundo dados do IBOPE (Instituto Brasileiro de Pesquisa e Estatística). Mas o site ainda tem um público ativo que participa das discussões em grupos e deixa alguns scraps por aí.

Segundo a consultoria de mensuração de audiência comScore, 6 milhões de pessoas acessaram o Orkut no mês de dezembro de 2013. Esse número representa cerca da metade da população da cidade de São Paulo. O site de relacionamentos, em suas últimas reformas, ganhou um design similar ao do Facebook.

Há até mesmo uma possibilidade de gostar de uma publicação do feed de atualizações sociais. Mas há um bocado de meses que o Google não oferece novidades para esses usuários.

Por mais estranho, ou irônico que pareça a falta de novidades no site de relacionamentos afastou até mesmo seu criador. O engenheiro de software, nascido na Turquia, em 1975, Orkut Büyükkökten abandonou o site, mas mantém um perfil privado no Facebook e uma conta desatualizada no Twitter.

Orkut no Brasil
Segundo o blog do site, em 2010, mais da metade dos usuários do Orkut eram brasileiros, enquanto os internautas americanos representavam apenas 2% de sua base.

Porém foi entre 2005 e 2008 que o site de relacionamentos viveu o seu auge. Era comum ouvir, em conversas de adolescentes, a frase . “se você não tem perfil no Orkut, você não existe”

Em 2009, surgiu o “Novo Orkut” e causou polêmica e insatisfação de muitos internautas. O site incorporou muitos recursos vistos no Facebook, que já tinha muitos usuários, especialmente nos Estados Unidos.  Um exemplo claro disso é a chegada do feed de notícias, com atualizações de status dos internautas.

Apesar de ainda contar com 6 milhões de usuários – e desse número ser relativamente expressivo -, os acessos caíram muito de 2012 para 2013. Dois anos atrás, o site tinha mais de 30 milhões de brasileiros ativos mensalmente, ou seja, cinco vezes mais do que tem atualmente.

Quem continua defendendo e utilizando o Orkut afirma ser por causa das comunidades, espaços de discussão indisponíveis no Facebook. Para muitos usuários, enquanto o Facebook não disponibilizar um espaço para discussões, o Orkut ainda terá seu diferencial.

Fonte: O Alvoradense