Eduardo Campos era o candidato do PSB à presidência da República e estava em terceiro lugar nas pesquisas | Foto: Elza Fiúza/ Agência Brasil/ OA

Eduardo Campos morreu na manhã de hoje (13) em queda de um jatinho na cidade de Santos, litoral sul de São Paulo. A aeronave Cessna 560XL, prefixo PR-AFA, decolou do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, com destino ao aeroporto de Guarujá (SP).

Quando se preparava para pouso, o avião arremeteu devido ao mau tempo. Em seguida, o controle de tráfego aéreo perdeu contato com a aeronave. Eduardo Campos, que é neto do político Miguel Arres, morreu na mesma data que seu avô.

O canditado do PSB à presidência da República tinha acabado de fazer 49 anos, em 10 agosto. Nas pesquisas eleitorais, Campos aparecia como terceiro colocado nas pesquisas de intenção de voto.

Campos começou a carreira política ainda na universidade, como presidente do Diretório Acadêmico da Faculdade de Economia da Universidade Federal de Pernambuco. Ao lado da ex-ministra do Meio Ambiente e ex-senadora Marina Silva, tentava chegar à Presidência da República em outubro pela coligação Unidos Pelo Brasil (PSB, PHS, PRP, PPS, PPL, PSL).

Depois de ser deputado estadual, três vezes deputado federal, secretário estadual de Governo e de Fazenda, ministro da Ciência e Tecnologia e governador de Pernambuco por dois mandatos,o economista pernambucano Eduardo Henrique Accioly Campos concorria pela primeira vez ao cargo mais importante da política brasileira.

Campos era casado com Renata Campos e tinha cinco filhos.

Eduardo Campos tinha 49 anos e deixa cinco filhos | Foto: Andréa Rêgo Barros/SEI – Creative Commons / OA
Eduardo Campos tinha 49 anos e deixa cinco filhos | Foto: Andréa Rêgo Barros/SEI – Creative Commons / OA

Fonte: O Alvoradense