Janderson tinha 20 anos e trabalhava como porteiro em um prédio da Capital | Foto: Reprodução

O corpo de Janderson Bitencourt foi velado no cemitério São Jerônimo, em Alvorada, durante a madrugada desta quarta-feira (17). O jovem de 20 anos foi morto a tiros em uma parada de ônibus no bairro Rubem Berta, em Porto Alegre, no final da madruga de terça, quando ia trabalhar.

Segundo a polícia, duas pessoas passaram em uma moto e atiraram contra o ponto de ônibus. Janderson foi atingido com cinco disparos e não resistiu. Ele era porteiro em um condomínio do bairro Cristal, na Zona Sul da Capital.

Além de Janderson, outro jovem de 21 anos também foi atingido por disparos, mas sobreviveu e foi encaminhado ao hospital Cristo Redentor.

Nenhum dos dois possui antecedentes criminais, segundo a polícia. Em 2015, Janderson havia sido vítima de uma tentativa de homicídio, também no bairro Rubem Berta, conforme o delegado Cassiano Cabral, que investiga os crimes.

“Já temos imagens de câmeras de segurança de locais próximos de onde ocorreu o fato. Vamos analisar para tentar identificar os suspeitos. Também vamos investigar se há alguma relação com a tentativa de homicídio do ano passado”, adianta o delegado Cabral ao G1.

Fonte: O Alvoradense / Com informações do G1