Professor Serginho, Professor Borba e Mário do Metrô participaram de debate na TVE | Foto: Samuel Silveira / OA

O primeiro debate dos candidatos à prefeitura de Alvorada foi marcado pelo clima tenso entre os participantes, principalmente entre os candidatos Borba, do PTB, e Serginho, do PT. Nos bastidores os cabos eleitorais e apoiadores dos três nomes que disputam a vaga de prefeito reagiram às respostas dos candidatos. A ex-prefeita Stela Farias acompanhou seu candidato, Professor Serginho, assim como Luis Augusto Lara, que acompanha o candidato Borba.

O primeiro bloco os candidatos responderam perguntas gerais, elaboradas pela produção do programa. Os três oponentes falaram sobre os motivos que os levaram a se candidatar. O petista afirmou que merece ser prefeito porque trabalhou ao lado de Stela Farias nos oito anos em que ela esteve à frente da prefeitura. “Quero ser prefeito para sintonizar os programa dos governos estadual e federal com Alvorada”, justificou.

Borba falou sobre suas origens na cidade e sobre seu trabalho durante os três mandatos na Câmara Municipal. “Quero ser prefeito porque me sinto preparado para fazer tudo o que a cidade precisa”, afirmou o petebista.

Já Mário do Metrô preferiu apresentar o que considera problemas latentes da cidade e justificou porque acredita ser a melhor opção. “Quero ser prefeito porque Alvorada precisa de uma nova alternativa. Nossa candidatura vem para beneficiar o povo alvoradense”, disse o candidato do PSC.

Mas foi no segundo bloco do debate, quando os candidatos trocaram perguntas sobre suas propostas de governo, que o momento de maior tensão entre os três candidatos se desenhou. Mário, o primeiro a perguntar, questionou os motivos pelos quais Serginho quer construir creches se quando teve a oportunidade não as fez. O petista, que foi secretário de educação no governo Stella, rebateu afirmando que o projeto do oponente, de construir 24 creches na cidade, não será suficiente para atender a demanda atual. Serginho aproveitou para criticar a atual gestão, já que segundo ele, a prefeitura não possui nenhuma vaga pública para atender crianças.

Logo após foi a vez de Serginho perguntar para Borba, que se disse surpreendido com os questionamentos a cerca da instalação dos pardais na cidade. O petebista aproveitou para questionar a recente condenação de Stela.

A partir daí a gestão dos prefeitos Carlos Brum e Stela Farias dominaram grande parte do debate. Mário do Metrô aproveitou para tentar se impor como uma terceira via. No momento de maior troca de acusações, o candidato do PSC disparou: “Não adianta discutir aqui quem roubou mais ou quem roubou menos. O dinheiro não voltará”.

O último bloco teve uma apresentação de enquete gravada anteriormente com moradores da cidade. Após a apresentação, os candidatos aproveitaram para trocar novas farpas. Mário pediu para que a população não perca as esperanças. “Sinceramente acredito que a única candidatura que pode tirar a cidade deste atoleiro vergonhoso é a nossa”, concluiu. Borba se disse feliz ao saber que as pessoas estão se orgulhando da cidade onde vivem. “Quanto tive a oportunidade eu fiz e quero ser prefeito para fazer muito mais”, avaliou. Já Serginho aproveitou para responder ao candidato anterior: “Quero contar com o teu voto e não com tua procuração. Também fiz muitos projetos, tenho eles aqui e vou entregar ao candidato Borba”, finalizou.

Avaliação

Após o fim do programa os candidatos gravaram recados para os internautas que acompanharam o debate pelo chat d’O Alvoradense. Assista abaixo.

Professor Serginho:

Mário do Metrô:

Professor Borba:

Fonte: O Alvoradense