FCDL-RS estima que compras para o período superem em 3% a mesma época do ano passado | Foto: Mateus Matusiak  / Divuçgação  / OA
FCDL-RS estima que compras para o período superem em 3% a mesma época do ano passado | Foto: Mateus Matusiak / Divuçgação / OA

As recentes elevações na cotação do dólar não devem afetar os preços de brinquedos nem diminuir as vendas para o Dia das Crianças. De acordo com a avaliação da Federação Câmara dos Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul (FCDL-RS) a expectativa é que as vendas do periodo superem em 3% comparadas com outubro do ano passado, descontada a inflação.

“ A alta do dólar é preocupante, mas não com efeito imediato. Fizemos contato com muitos lojistas que estão trabalhando com antecedência e já haviam adquirido os itens para seu estoque ainda com a cotação anterior do dólar. Assim, a tendência é de que muitos mantenham preços reduzidos para que consigam fazer girar os seus estoques”, afirmou o presidente da FCDL-RS, Vitor Augusto Koch.

O setor de vestuário e confecções também é beneficiado com a data, já que muitos pais presenteiam os filhos com roupas.

“Isso tem se acentuado nos últimos anos. Os pais aproveitam a data e fazem um incremento no guarda-roupas das crianças”, completou Koch.

Outubro é o momento tradicional em que o comércio varejista gaúcho experimenta forte aquecimento das vendas, sendo considerado o segundo melhor mês do ano, perdendo apenas para dezembro.

Para o final do ano, a preocupação é um pouco maior já que o dólar afeta boa parte dos produtos importados, como brinquedos. Em virtude disso, a expectativa dos lojistas é de que o câmbio possa ficar estável para não prejudicar o resultado das vendas do ano de 2013.

Fonte: O Alvoradense