Servidores planejam uma manifestação para a próxima semana | Foto: Jonathas Costa / OA
Servidores planejam uma manifestação para a próxima semana | Foto: Jonathas Costa / OA

Desde o dia 30 de janeiro servidores do Correios, de todo país,  estão em greve em busca da manutenção do plano de saúde da categoria, o Correios Saúde.

A categoria é contrária ao que chama de “precarização e redução no atendimento” aos trabalhadores e dependentes do Correios Saúde.

Em Alvorada cerca de 60% do efetivo do Centro de Distribuição está paralisado. Uma manifestação da categoria estava marcada para acontecer nesta quarta-feira, mas foi cancelada em função da chuva.

Uma nova passeata dos servidores com saída da Praça Central será marcada para a semana que vem. De acordo com Rodrigo Alves, Diretor do Sindicatos dos Trabalhadores em Correios e Telégrafos no RS, a nova manifestação deve acontecer na quarta ou quinta-feira.

Esta semana, os servidores da estatal em Alvorada divulgaram uma carta aberta à população explicando as razões da paralisação e pedindo a compreensão dos alvoradenses quanto ao movimento.

Leia abaixo o comunicado dos servidores à população:

Carta aberta à população de Alvorada

Correios em greve em defesa do nosso plano de saúde

Nós, trabalhadores dos Correios viemos ate a população de Alvorada para pedir solidariedade a nossa greve. Somos uma categoria que sofre diariamente os piores perrengues. Carregamos bolsas pesadas, andamos no calorão de 40 graus, na chuva seguimos nas ruas também; somos mordidos por cachorros na entrega de correspondências, estamos em todos os bairros e ruas de Alvorada diariamente, sem distinção de pobre ou rico, visando atender todos com um serviço de qualidade. Ou seja, mesmo com toda essa situação, estamos diariamente nas ruas atendendo a população e cumprindo nossas obrigações enquanto trabalhadores dos Correios.

AGORA ESTAMOS EM GREVE, pois além de não nos respeitarem ao longo dos anos, os Correios lucram absurdos e nunca investem na categoria. Nesse momento, um verdadeiro golpe esta sendo armado. A direção dos CORREIOS e o governo Dilma QUEREM ACABAR COM 0 NOSSO PLANO DE SAÚDE. Num total desrespeito à categoria, aos trabalhadores e até mesmo passando por cima de uma sentença judicial do TST, estão impondo o fim do nosso atual plano de saúde. Muitos não sabem também que o salário base de um trabalhador dos Correios é de R$ 1.084,00, muito diferente do que gostam de divulgar, ou seja, RECEBEMOS O PIOR SALÁRIO ENTRE TODAS AS CATEGORIAS PÚBLICAS.

O fato é que se acabarem com nosso piano de saúde, não teremos condições de pagar qualquer outro plano de saúde, e com o SUS ninguém pode contar. A empresa de Correios é a que tem o maior número de trabalhadores afastados por doenças do trabalho, e agora a ECT e o governo querem que paguemos os custos das doenças que o trabalho pesado nos traz. Por isso estamos em GREVE nacional, em defesa da nossa saúde. A população que recebe as suas cartas atrasadas, saiba que a culpa não é do carteiro, e sim da direção da empresa e do governo que querem cortar nosso principal benefício.

Fonte: O Alvoradense