Prefeito usou tom forte ao lembrar que "a mudança leva tempo" | Foto: CCS/Divulgação/OA
Prefeito usou tom forte ao lembrar que “a mudança leva tempo” | Foto: CCS/Divulgação/OA

Na tentativa de responder às manifestações que ocorrem em todo o país e que chegaram a Alvorada na semana passada, o prefeito Professor Serginho fez nesta tarde um balanço dos seis primeiros meses de governo.

Com uma platéia formada por vereadores, secretários municipais e representantes de vários setores organizados da sociedade, inclusive lideranças locais, Serginho utilizou um discurso forte, deixando claro o descontentamento do governo com a falta de compreensão de parte da população.

“A mudança está acontecendo, mas ela leva tempo”, lembrou o prefeito.

Serginho listou uma série de projetos implementados pela prefeitura desde o início do mandato e que englobam as áreas da educação, saúde, meio ambiente, economia, cultura, saneamento, segurança, habitação, infraestrutura e assistência social.

A redução do preço da passagem dos ônibus municipais, que passou de R$ 2,90 para R$ 2,70, também foi citada. O valor atual é abaixo do praticado em 2011 na cidade. “A redução, uma das maiores registradas em todo o Brasil, vai acarretar uma economia de cerca de R$ 1 milhão para os trabalhadores do município”, anunciou.

O prefeito reiterou o apoio às manifestações pacíficas, mas condenou os excessos. “Como vamos garantir que quem não respeita o patrimônio vai respeitar a vida?”, questionou. Ele elogiou o trabalho da Brigada Militar no episódio de confronto com grupos de adolescentes que praticaram atos de vandalismo na sexta-feira. “Conforme combinado anteriormente, a BM preservou a integridade física da população, prova disto é que nenhum civil foi ferido. Pelo contrário, tivemos três policiais militares e dois guardas municipais feridos”, avaliou.

Serginho também sugeriu que os organizadores dos eventos de vandalismos e os incentivadores de atitudes ilegais por meio das redes sociais sejam responsabilizados pelos atos. O prefeito pediu ainda que novos atos sejam organizados em parceria com a Brigada Militar, para garantir a segurança dos eventos.

Fonte: O Alvoradense