Elano, Souza e Marcelo Moreno fizeram os gols gremistas, e Fahel descontou para os visitantes | Foto: Lucas Uebel / Grêmio / OA

O Grêmio teve um primeiro tempo muito bom, mas caiu no segundo e viu a vitória ameaçada em pleno Olímpico. Com sofrimento, pressão, confusão de arbitragem e dois gols após os 40 do segundo tempo, no entanto, o time tricolor gaúcho fez 3 a 1 no Bahia e se manteve entre os primeiros colocados no Campeonato Brasileiro após 14 rodadas, neste domingo.

Pela primeira vez com a camisa do time tricolor, o meio-campista Elano balançou as redes adversárias em cobrança de pênalti sofrido por Kleber aos 31min do primeiro tempo.

Satisfeito por ter superado o mau futebol dos primeiros meses com a camisa do Santos, o 7 do Grêmio elogia a disposição dos companhei-ros e celebra a boa fase – ele ainda participou das jogadas de dois gols.

Enquanto jogadores e comissão técnica do Bahia reclamaram que alguns erros de arbitragem foram determinantes para a vitória do Grêmio, os autores dos gols da vitória por 3 a 1 atribuíram o resultado que recoloca o time gaúcho no G4 do Campeonato Brasileiro à maturidade.

O capitão Gilberto Silva destacou a parte psicológica da equipe. Dentro de casa, com um empate e ainda sofrendo um gol da virada, ainda que anulado por impedimento, o contexto era adverso.

“Controlamos a nossa ansiedade, tivemos ou-tras lições com situações parecidas e agora controlamos melhor a nossa e a ansiedade do torcedor. Os resultados acontecem por conta disso”, comentou o zagueiro.
O Grêmio perdeu o volante Fernando para o confronto com a Ponte Preta, na quarta-feira, no Moisés Lucarelli.

 

Fonte: Laura Toscani / O Alvoradense