Bolívar e Índio comemoram gol de empate contra o Bahia | Foto: Alexandre Lops / Inter / OA

O reencontro de Paulo Roberto Falcão com o Internacional, o primeiro do ídolo como treinador, não teve vencedor. Em um jogo cheio de erros e pouca efetividade, o Bahia ficou no 1 a 1 com o Colorado no domingo, no estádio do Pituaçu.

Gabriel abriu o marcador e Índio empatou, em um escore justo pela falta de mérito de parte a parte.
O time colorado teve apenas uma novidade em relação à escalação que havia atuado contra o Sport na rodada anterior. Sem poder contar com Dagoberto, suspenso pelo terceiro amarelo, o técnico Dorival Júnior optou pelo aproveitamento de Jajá ao lado de Leandro Damião no setor ofensivo.

O Inter foi a campo com Muriel; Nei, Bolívar, Índio e Kleber; Elton, Guiñazu, Oscar, D’Alessandro e Jajá; Leandro Damião.

O Bahia tinha mais volume de jogo e mantinha o Inter espremido no seu campo de defesa. Porém, o adversário não conseguia encontrar espaço para concluir a gol. Ofereceu relativo perigo somente em sucessivas cobranças de escanteio nos dez primeiros minutos, mas a zaga colorada estava bem posicionada e conteve o ímpeto baiano.
Após esta pressão inicial, o Colorado passou a trocar passes e escapar nos contra-ataques, principalmente com os meias D’Alessandro e Oscar. Aos 13min, Leandro Damião sofreu falta no lado esquerdo da área, a um passo de ser configurado um pênalti. Oscar cobrou no meio do gol e Marcelo Lomba espalmou para escanteio. Aos 19min, após boa tabela do ataque colorado, Damião ganhou do zagueiro por cima e cabeceou ao lado esquerdo do gol. Aos 23min, Oscar recebeu passe de Jajá no interior da área, driblou o goleiro, mas não conseguiu o arremate final.

Aos 25min, Kleber sentiu lesão muscular e foi substituído por Fabrício. O Inter dominava as intenções no campo de ataque e esteve próximo de abrir o placar. Aos 29min, Jajá cruzou da esquerda, Oscar não conseguiu finalizar, mas Damião escorou novamente para o meia, que desta vez chutou em cima do zagueiro. Aos 33min, Danny Morais arriscou de longe e bola passou longe do gol defendido por Muriel. Foi a primeira conclusão do Bahia na partida.

Com intensa movimentação, Damião abria espaço para a chegada do time no plano ofensivo – trombava o tempo todo com os zagueiros e tentava tabelas com os companheiros. Aos 34min, o camisa 9 encarou a marcação e acabou sofrendo falta nas proxi-midades da área. Nei cobrou e Marcelo Lomba fez boa defesa, evitando o gol do Inter.

Já nos acréscimos, no último lance do primeiro tempo, uma injustiça no placar. Em uma rara aparição do Bahia no ataque, Gabriel aproveitou rebote e chutou com qualidade para marcar o gol do time da casa.
Como resultado, o Bahia chega aos sete pontos ainda perto da zona de baixo da tabela. No Inter, a invencibilidade como visitante se mantém, mas o time marca passo e se afasta do pelotão de frente do Brasileirão, com 12 pontos.

No próximo sábado, dia 7, às 18h30min, o adversário será o Cruzeiro. O mando de campo é do Inter, no entanto, o Clube ainda aguarda pela decisão do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul para saber se poderá realizar o jogo no Beira-Rio.

 

Fonte:  Laura Toscani / O Alvoradense