jogo-inter-dunga-tab2,
Inter precisa vencer o jejum de cinco jogos sem vitória e recuperar o fôlego para o Brasileirão | Foto: Divulgação / Inter / Especial OA

Com o resultado, O Inter permanece na oitava posição, com 22 pontos. O Atlético-MG ocupa o 14º lugar, com 16 pontos. O Colorado deixa o Brasileirão de lado agora e encara o primeiro jogo pelas oitavas de final da Copa do Brasil, contra o Salgueiro-PE, às 19h30min desta quinta-feira, em Novo Hamburgo. Também pelo torneio nacional, o Galo enfrenta o Botafogo no Maracanã, na quinta, às 21h50min.

Inter começa embalado
Os primeiros minutos de jogo em Novo Hamburgo foram de pressão colorada. Chegando ao ataque com frequência, o time animou a torcida no início, mas a superioridade não durou muito tempo. O Atlético-MG acertou a marcação no meio-campo, equilibrou a disputa e foi melhor em alguns momentos até a expulsão do estreante Fernandinho.

O Inter mostrou o ímpeto dentro de campo com o meia Alex na marca de um minuto. O jogador escapou pelo lado esquerdo e alçou fechado para a área. Victor saiu da meta e pegou firme. Em seguida, Ignácio Scocco recebeu livre na área e o goleiro do Galo desarmou com o pé. Aos seis, Ronaldo Alves desviou cruzamento de cabeça e a bola passou perto do gol.

Aos 10, Leandro Damião desperdiçou grande chance pelo time vermelho. Scocco cruzou rasteiro para a área e o camisa 9 furou em bola, na frente do gol.

O Galo se arrumou em campo e conseguiu abafar a pressão inicial do Inter. O ritmo de jogo diminuiu e, aos poucos, a equipe mineira tomou conta da partida. Por outro lado, o goleiro Muriel errou as saídas da meta seguidas vezes e assustou a torcida.

Com 19 minutos, Ronaldinho cobrou falta da esquerda, a bola foi em curva, Luan quase desviou e Muriel segurou. Em seguida, Fernandinho deixou Jorge Henrique para trás na esuqerda, mas concluiu por cima do gol. Outra boa chance dos mineiros ocorreu aos 30 min. Muriel saiu errado no escanteio e Luan pegou o rebote na meia-lua. O zagueiro Leonardo Silva ainda desviou a pelota, que saiu rente à trave.

Alex em ação no meio-campo colorado | Foto: Alexandre Lops/Inter/OA
Alex em ação no meio-campo colorado | Foto: Alexandre Lops/Inter/OA

Expulsão e Galo fica com um a menos
Uma bobagem do estreante Fernandinho mudou a configuração da partida aos 36 minutos. Após disputa de bola com Jorge Henrique,o jogador atleticano deu uma cotovelada no colorado e recebeu o cartão vermelho direto. Apesar de um a mais, o Inter demorou para aproveitar a vantagem ainda no primeiro tempo. A única jogada criada na primeira etapa foi quando Scocco finalizou à queima-roupa, mas Victor salvou o Galo.

O intervalo mexeu com o ânimo do Inter, que voltou para o segundo tempo sufocando o adversário. Com um minuto, Jorge Henrique chegou atrasado no segundo pau e, por centímetros, não abriu o placar, após cruzamento no segundo pau de Fabrício.

Na sequência, Jorge Henrique colocou a bola na área com perigo, mas Leonardo Silva afastou a bola como deu para o Galo. Dez minutos depois, o travessão impediu um golaço de Damião. O centroavante recebeu livre no ataque e teve tempo de dar um toque para encobrir o goleiro. Mas a bola parou no poste.

A primeira chegada ao ataque no lado mineiro aconteceu só na marca dos 16min. Ronaldinho ajeitou e Luan pegou forte de fora da área. A finalização foi rasteira e passou perto da trave. Logo depois, o camisa 10 do Galo cobrou falta com categoria, mas Muriel esava no canto do gol para realizar boa defesa.

E Victor salvou o time mineiro aos 28 com defesa espetacular. O ex-gremista pegou um chute à queima-roupa e evitou o gol de Damião. Na pequena área, o centroavante pegou cruzamento rasteiro, mas bateu em cima do arqueiro. Na sequência, o Colorado ainda tentou novo cruzamento e o goleiro do Galo tirou de soco.

O visitante tratou de fazer o tempo passar, contente com o empate. Por outro lado, a bola não quis entrar. O Inter jogou o time para o ataque no final. Ronaldinho sentiu o tornozelo após dividida, deixou a partida e o Atlético perdeu a principal peça para levar a bola para segurar a pelota na frente. Nos acréscimos, Victor fez mais uma bela defesa e os colorados não perderam o rebote. As informações são do Correio do Povo.

Fonte: O Alvoradense