Contrato foi oficializado juntamente com o presidente eleito Fábio Koff | Foto: Lucas Uebel / Grêmio / OA

Acabou a novela do fica ou não fica. O casamento que todos os tricolores esperavam teve um SIM como final feliz. Grêmio e Luxemburgo se deram as mãos e oficializam a união por mais um tempo na alegria e na tristeza, na saúde e na doença até que a eliminação na Libertadores o separe.

Segundo uma rádio do Rio Grande do Sul na qual informou a permanência do “profexô”, a gremistada vai ver a cara do comandante por mais duas temporadas. O aviso saiu na noite de ontem, enquanto muitos assistiam o jogo da seleção. Ainda hoje sairá a definição de uma certa prorrogação do contrato com Luxa até dezembro de 2014. Isso tudo será decidido em uma reunião que contará com a participação do próximo presidente do Grêmio, o senhor Fábio Koff.

Os valores são de bom agrado. Teto salarial de dar inveja aos demais treinadores brasileiros. Fala-se que as partes chegaram a um consenso após acertarem o tempo de contrato, dois anos, salários, cerca de R$ 600 mil, e valores de premiações, que podem chegar a 9 milhões caso conquiste a Libertadores e o Mundial.

Mas que para tudo isso termine numa história feliz, o Tricolor ainda tem que focar sua concentração nos próximos dois jogos que estão por vir. Domingo contra o Figueirense (já rebaixado) e depois o tão esperado Gre-Nal, marcado como o último jogo do Estádio Olímpico. As vitórias asseguram a segunda colocação no campeonato e a vaga direta para a Libertadores. Aos que acham que o jogo já está ganho, sempre há de lembrar a última partida contra a Portuguesa, que o resultado ficou só no empate.

Fonte: Laura Toscani / O Alvoradense