Segundo TSE a Rede tem 20% das assinaturas necessárias para obter o registro | Foto: Thays Cabette / Divulgação / OA
Segundo TSE a Rede apresentou apenas 20% das assinaturas necessárias para obter o registro | Foto: Thays Cabette / Agência Brasil / Divulgação / OA

A ministra Laurita Vaz, corregedora do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e relatora do pedido de criação do partido Rede Sustentabilidade, afirmou nesta segunda-feira (30) que o registro da legenda deve ser julgado somente na próxima quinta-feira (03).

Quinta é o prazo máximo para o julgamento da legenda comandada pela ex-senadora, uma vez que a última sessão do TSE antes da data limite para o registro de novos partidos é sábado (05), exatamente um ano antes do pleito.

Durante a segunda, Laurita determinou que o Ministério Público Eleitoral se manifeste em até 24 horas sobre se concorda ou não com o registro da legenda.

Na segunda, a Secretaria Judiciária do TSE concluiu uma recontagem das assinaturas de apoio ao partido. O tribunal não informou o resultado. Na última semana a ex-senadora Marina Silva chegou a afirmar que 95 mil assinaturas de apoiadores do partido haviam sido anuladas sem justificativa.

No último dia 20, o vice-procurador geral eleitoral, Eugênio Aragão, tinha enviado parecer ao TSE afirmando que a Rede tinha apenas 20% das assinaturas necessárias para o registro.

Para o registro e, consequentemente, para conseguir concorrer já nas eleições de 2014 o partido precisa apresentar ao menos 492 mil assinaturas validadas por cartórios eleitorais. Marina afirma ter coletado 900 mil, mas somente 455 mil foram devidamente certificadas  até a semana passada. A ex-senadora quer que as 95 mil assinaturas rejeitadas, segundo ela, se motivo sejam incluídas na contagem.

Fonte: O Alvoradense