Foto: Jonathas Costa / Arquivo / OA

A crise no transporte de passageiros chegou a um nível crítico em Alvorada. Nesta terça-feira (23) o Sindicato Metropolitano Rodoviário / Sindimetropolitano informou que a categoria inicia paralisação do transporte urbano de Alvorada, por tempo indeterminado.

O sindicato afirmou que após vários dias e diversas reuniões com a VAL, a direção da empresa confirmou a falta de aporte financeiro para honrar as despesas. Entre elas, salários dos funcionários, plano de saúde, tickets alimentação há mais de 15 dias em atraso e o adiantamento de salário dos rodoviários que não foi depositado na conta dos trabalhadores.

Em nota, a empresa reconheceu o atraso dos pagamentos e justificou que “a receita não está sendo minimamente suficiente para arcar com todas as despesas”.

A crise na única empresa com linhas municipais de transporte público se arrasta desde 2016. Ainda de acordo com a direção da empresa, desde 2019 a companhia está se “reestruturando”, inclusive com a demissão de funcionários.

Confira a nota da VAL na íntegra:

O momento é extremamente crítico e estamos enfrentando dificuldades financeiras desde 2016, adotando medidas, em concordância com os órgãos reguladores, na tentativa de manter as atividades. A empresa está com pagamentos de fornecedores atrasados, renegociando contratos e priorizando, mesmo que com dificuldade, o pagamento dos funcionários. A receita não está sendo minimamente suficiente para arcar com todas as despesas.

Infelizmente, desde meados de 2019 estamos reestruturando a empresa e desligamentos vêm ocorrendo. Essas últimas semanas tivemos diversas demissões. Procuramos viabilizar algumas transferências pra a empresa Soul, mas infelizmente não há espaço suficiente para absorver a maioria dos funcionários desligados da VAL.

Nos preocupamos muito com toda comunidade que depende do nosso serviço, temos muitos funcionários e os desligamentos que se fizeram necessários afetam a vida de diversas famílias e trabalhadores que sempre foram nossos parceiros. É uma realidade muito triste que a VAL e todos que dependem dela estão vivendo. Esperamos poder continuar atuando na nossa cidade, superar essa crise e poder voltar a atender plenamente a nossa comunidade.

Confira a nota do sindicato na íntegra:

O Sindimetropolitano comunica, que após vários dias e diversas reuniões com a Empresa VAL, nesta terça-feira dia 23/06/2020 a empresa comunicou o Sindicato reafirmando a falta de aporte financeiro para honrar as despesas, salários dos funcionários, plano de saúde, tickets alimentacão que esta a mais de 15 dias em atraso e o adiantamento de salário dos rodoviários que não foi depositado na conta dos trabalhadores, portanto foi esgotado todos canais de negociações e a categoria inicia a paralisação do transporte Urbano de Alvorada, por tempo indeterminado.