Nova crise no PTB nacional pode gerar desfiliação coletiva

Em Alvorada, diretório municipal afirmou não poder expor opinião

339
Foto: Divulgação / OA

Após as duras críticas do presidente nacional do PTB, ex-deputado federal Roberto Jefferson, ao vice-governador do Estado, delegado Ranolfo Vieira Jr, e comentários ao governador Eduardo Leite, se instaurou uma nova fase na crise partidária do PTB no RS.

No início da semana, a Executiva estadual e as bancadas Estadual e Federal divulgaram nota em solidariedade ao vice-governador, que também é secretário Estadual de Segurança Pública, em uma tentativa de evitar a sua saída do partido.

Na terça-feira (16) chegou a ser divulgada a intenção do vice-governador e de toda a bancada gaúcha, cinco deputados Estaduais e três Federais, realizar uma desfiliação coletiva, ainda sem data definida, pois os parlamentares correm o risco de perder o mandato.

Ainda no início da semana, também pelas redes sociais, o presidente nacional informou ter dissolvido o Diretório Regional, destituindo o deputado Luiz Augusto Lara, levando ao cargo Edir Oliveira.

PTB Alvorada

Em Alvorada o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) possui dois vereadores eleitos, Cristiano Schumacher e Nadir Machado. Em 2020 o diretório municipal sofreu um racha no período pré-eleitoral, e dois candidatos à Prefeitura de Alvorada receberam apoio: o reeleito prefeito Appolo e o então vereador Juliano Marinho.

Procurado pela reportagem do jornal O Alvoradense, o ex-vereador Neto Girelli falou como presidente do diretório municipal do PTB de Alvorada e afirmou que, até a tarde desta quarta-feira, “o PTB de Alvorada está isento e só somos sabedouros da real situação interna (…) nós petebistas de Alvorada, pela situação, não podemos ainda expor nossas opiniões externas”, declarou.

A vereadora Nadir Machado e o presidente da Câmara Municipal, vereador Cristiano Schumacher, optaram por não se pronunciar.