Oferta do produto, que chegou a custar R$ 150, ainda não se normalizou | Foto: Divulgação / OA

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) atendeu a um pedido feito em março pelo ministro das Cidades, Gilberto Kassab, ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), e prorrogou, por mais 90 dias, a exigência de uso dos extintores veiculares ABC em território nacional.

Com a publicação no Diário Oficial da resolução, a nova data passa a ser 1° de julho de 2015. O motivo para a prorrogação é a falta do equipamento de segurança para venda no mercado. O Ministro Kassab e o Denatran querem garantir que os motoristas não sejam prejudicados diante da dificuldade de adquirir o equipamento de segurança.

O prazo original era 1º de janeiro de 2015 para o início das punições a condutores de veículos sem o extintor ABC, o que é previsto em uma resolução do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) do ano de 2000. A possibilidade de multa de R$ 127,69, além de cinco pontos na carteira e a retenção do veículo até a resolução do problema, provocou corrida dos motoristas a lojas e postos de gasolina em busca do extintor.

Até o momento, a oferta do produto, que chegou a custar R$ 150 em início de fevereiro, não se normalizou.

Fonte: Correio do Povo