Greve prejudicou a realização dos exemos práticos e teóricos | Foto: Arquivo / OA

A greve dos servidores do Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Sul (Detran), iniciada dia 11, afeta a realização de cerca de mil exames teóricos e dois mil práticos para a obtenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) por dia no Estado.

Enquanto o Governo do Estado diz que não vai negociar reposição salarial com a categoria, Alvorada também é atingida pelo protesto que pede ainda melhores condições de trabalho aos funcionários do departamento e afeta os serviços administrativos, além das áreas técnica e jurídica.

Conforme Nilva Pollet, diretora geral do Centro de Formação de Condutores (CFC) Prisma, na primeira semana de greve não houve prova prática para nenhuma categoria. Contudo, ela afirma que a não realização de provas teóricas comprometem ainda mais “pois reprime a demanda de agendas na prática”.

No início da semana, a Coordenadoria de Provas do Detran (Coep) programou algumas provas da categoria B, com prioridade aos candidatos já agendados e que tiveram suas provas canceladas e aos com processo próximo do prazo de encerramento.

Nilva acredita que, já na próxima semana, a situação esteja normalizada, sem muito prejuízo aos candidatos.

Fonte: O Alvoradense