Pronto atendimento do Pam 8 está sem médicos nesta terça-feira | Foto: Jonathas Costa/OA
Pronto atendimento do Pam 8 está sem médicos nesta terça-feira | Foto: Jonathas Costa/OA

A paralisação nacional dos médicos, promovida pelos sindicatos da categoria, afeta o pronto atendimento do Pam 8, no Centro da cidade. No Hospital de Alvorada, no entanto, os profissionais trabalham normalmente.

A Secretaria de Saúde realiza um levantamento na rede básica para verificar a adesão à paralisação. Um balanço deve ser divulgado durante a tarde.

Os médicos pressionam o Congresso Nacional para derrubar a MP do Mais Médicos e os vetos da presidente Dilma a Lei do Ato Médico. “Esta é a forma que temos para chamar a atenção do governo federal”, afirmou o presidente do Simers, Paulo de Argollo Mendes.

Em Porto Alegre o atendimento de consultas é afetado em pelo menos quatro hospitais. As restrições ocorrem no Hospital de Clínicas e em três unidades do Complexo Santa Casa: Santa Clara, Pavilhão Pereira Filho e Santo Antônio.

Todas as instituições de saúde mantêm o atendimento de emergência e internação, mas devido à adesão dos profissionais à mobilização, não são garantidos os atendimentos ambulatoriais, como consultas marcadas, nem cirurgias, que serão remarcadas.

Fonte: O Alvoradense