Mais uma vez o Tricolor gaúcho foi derrotado por um time de menor expressão | Foto: Lucas Uebel / Grêmio / OA

Parece que o Grêmio cria mais oportunidades quando está fora de casa do que quando joga diante de seu torcedor. Pode ser que eu esteja sendo um pouco pessimista, mas a derrota de quarta-feira contra a Portuguesa foi o que precisava para a equipe Tricolor mexer as mangas e arrumar a retranqueira que anda falhando e prejudicando o time com pontos fáceis que farão falta lá na frente.

O pior de tudo é a ameaça de perder sua vaguinha do G-4, a qual já estava em segurança por muitas rodadas. A 17ª serviu para o Grêmio pensar no futuro e não no próximo jogo.

Por todo o jogo a Portuguesa, equipe que não conhecia vitória ainda no ano, se mostrou mais ameaçadora. Por conseqüência saiu vencendo e assim o permaneceu. Moisés cruzou da direita, Naldo falhou e Ananias tentou duas vezes para vencer Marcelo Grohe. Portuguesa 1 a 0.

O primeiro tempo foi finalizado por um show de vaias que se ouviam do público presente. A segunda etapa estava mais motivadora. O elenco azul realmente se mostrava mais afim, de modo que as bolas que passavam lambendo a trave faziam o torcedor reunir uma esperança. Mas não. Aos 37, Ivan cobrou falta, Marcelo Grohe deu rebote para frente e Bruno Mineiro empurrou para a rede. Pais filhos e garotinhas que no Olímpico estavam, já levantavam de suas cadeiras e iam embora frustados com o placar de 2 a 0 para os visitantes e mais um tropeço contra clubes de menor expressão. Ainda houve tempo para Kleber marcar, aos 42.

Os que ficaram, empurraram cada vez mais o Grêmio para cima.Não bastasse a derrota, o Grêmio sofre com o desfalque de Marcelo Moreno, que está servindo à seleção boliviana e agora sem Kleber Gladiador, que levou o terceiro cartão amarelo.

 

Fonte:  Laura Toscani / O Alvoradense