Foto: Reprodução / OA

Em live realizada na manhã desta terça-feira (8), o prefeito Appolo, acompanhado das secretárias Neusa Abruzzi, da Saúde e Ana Brunetta, da Educação, afirmou que as aulas presenciais não retornam em 2020, sem descartar a possibilidade da abertura, apenas, das unidades de Educação Infantil.

A decisão é baseada em uma pesquisa realizada com 3.515 pessoas ligadas à comunidade escolar municipal (pais e alunos). Destes, 93,1% não quer o recomeço das aulas neste momento. Esta convicção é confirmada pelas diretoras de escolas, como também o corpo técnico das secretarias envolvidas.

Por outro lado, a Administração se mostra preocupada com os alvoradenses que precisam voltar ao trabalho e não tem com quem deixar seus filhos. “Por isso, provavelmente nos próximos dias, as Escolas Infantis (de zero a três anos) devem reabrir”, acenou o prefeito, e seguiu: “A vida do alvoradense é extremamente importante. Não podemos tomar qualquer atitude que vá contra os interesses do nosso povo”.

Educação Infantil

Com o retorno do município à bandeira vermelha no mapa do Distanciamento Controlado do Governo do Estado, Alvorada perdeu a oportunidade de reabrir, em breve, as Escolas de Educação Infantil, ou seja, as creches.

“Estamos ouvindo a comunidade e as secretarias municipais. O retorno fica impossibilitado em virtude do Decreto Estadual, que só poderia acontecer se estivéssemos com duas semanas em bandeira laranja”, explica a secretária Ana.

Contudo ela confirma que há um retorno planejado para a Educação Infantil, mas que será conforme a condução da pandemia e classificação das bandeiras. A secretária de Educação garante que, caso ocorra, o retorno deverá cumprir os protocolos sanitários e todas as escolas passarão por um rígido controle e fiscalização da Smed, Saúde e Vigilância Sanitária

Saúde

A secretária Neusa explicou que a definição de não retorno das aulas presenciais para alunos a partir dos quatro anos, foi feita após muito estudo e pesquisa em conjunto com a Secretaria de Educação, Gabinete do Prefeito e do comitê criado para o combate à pandemia.

Com vistas a um retorno rápido e seguro, ela salientou que as creches já estão sendo visitadas para avaliação da aplicação das normas de higiene que a pandemia exige.

Assim, as aulas após os três anos de idade permanecem em tele-trabalho até o final do ano “e para isso as equipes do Pedagógico irão trabalhar para intensificar as atividades em casa, possibilitando um aprendizado que prepare os alunos para as demandas de 2021.

Por fim Neusa lembrou que as crianças e jovens estão dispensados das aulas presenciais para poder cumprir o distanciamento necessário que garanta sua saúde e de seus familiares. Reiterou a importância de não sair para “passear em família”. “Se as pessoas seguirem saindo em grupo para ir às compras, por exemplo, vamos permanecer em bandeira vermelha”, lamentou.