Servidores foram capacitados para realizar o acompanhamento de crianças e jovens com deficiência | Foto: CSS / Divulgação / OA

A prefeitura anunciou na manhã desta segunda-feira (04) que vai passar a cadastrar crianças e adolescentes de até 18 anos que possuam alguma deficiência para incluí-las no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC na Escola).

O programa do Governo Federal, promovido por meio de parceria entre os ministérios da Educação, Saúde, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social e Combate à Fome, realiza o acompanhamento de crianças e adolescentes portadores de algum tipo de deficiência. Segundo levantamento preliminar da prefeitura, há na cidade 612 pessoas aptas a participarem do programa.

Nesta manhã, servidores das áreas da saúde, educação, assistência social e direitos humanos receberam as primeiras orientações a respeito do projeto. Eles devem realizar o cadastramento a partir da próxima semana e passarão a identificar eventuais dificuldades que estas pessoas enfrentam no dia a dia e maneiras de superá-las para permanecerem no ambiente escolar.

São quatro os eixos principais do programa, entenda:

1) Identificar, entre os beneficiários do BPC até 18 anos, aqueles que estão na escola e aqueles que estão fora da escola;
2) Apontar as principais barreiras para o acesso e a permanência na escola das pessoas com deficiência;
3) Desenvolver estudos e estratégias conjuntas para superação dessas barreiras;
4) Manter acompanhamento sistemático das ações e programas dos entes federados que aderirem ao programa.

Servidores das áreas da saúde, educação e assistência social receberam o treinamento nesta manhã | Foto: CCS / Divulgação / OA
Servidores das áreas da saúde, educação e assistência social receberam o treinamento nesta manhã | Foto: CCS / Divulgação / OA

Fonte: O Alvoradense