Oito escolas de Alvorada serão reformadas na primeira fase do projeto que deve iniciar no segundo semestre de 2013 | Foto: Samuel Silveira / OA

A partir do segundo semestre de 2013 reformas em 1028 escolas da rede estadual do Rio Grande do Sul vão alterar a rotina dos alunos e professores. As obras do Plano de Necessidades de Obras (PNO), que começou a ser implantado no Estado, deve contemplar em sua primeira fase oito escolas estaduais de Alvorada. São elas: João Goulart (Jardim Aparecida), Stela Maris (Stela Maris), Brigadeiro Antônio Sampaio (Cedro), Nossa Senhora Aparecida (Jardim Aparecida), Manoel Luis Osório (Vila Agriter), Mauricio Sirotsky Sobrinho (Maria Regina), Nossa Senhora do Carmo (Formoza) e Vale Verde (Piratini).

De acordo com Roberto Adornis, diretor-adjunto da Secretaria Estadual da Educação, ainda não há como saber se alguma das escolas de Alvorada vai receber a estrutura provisória, instaladas para não interromper as aulas durante as obras pelo interior do Estado. Para Adornis antes que as melhorias comecem é impossível prever a necessidade da colocação das estruturas. Ainda assim a possibilidade existe. As salas modulares, no entanto, só serão utilizadas caso não haja nenhuma outra solução para deslocamento dos alunos. A prioridade será a utilização de salas disponíveis em outras escolas ou locais próximos da instituição em obras.

Com um investimento inicial de R$ 110 milhões, financiados pelo Banco Mundial (BID), as obras devem beneficiar cerca de 8.638 alunos da rede estadual em Alvorada e podem chegar ao montante de R$ 300 milhões investidos.

A seleção dos prédios que serão reformados atendeu a critérios do programa, diferente de hoje onde as obras são realizadas conforme as escolas solicitam. “Quem não demandava não ganhava e quem demandava dez vezes ganha dez vezes e isso não é justo”, explica o diretor-adjunto da SEC.

Fonte: O Alvoradense