O Serviço de Proteção do Consumidor do Rio Grande do Sul (Proncon/RS) pode autuar as empresas CEEE, AES Sul e RGE, fornecedoras de energia elétrica do Estado, pela demora em restabelecer os serviços de distribuição de energia elétrica e pela falta de informação à população quanto aos prazos de resolução dos problemas causados pelos temporais que atingiram o Estado nesta semana. A medida foi anunciada pelo coordenador estadual do Procon, Cristiano Aquino.

O coordenador do órgão explicou que a ação do Procon visa buscar explicações junto às concessionárias quanto ao desserviço que vem sendo prestado à população sem o restabelecimento do fornecimento de energia elétrica e a falta de informações que se referem aos prazos de normalização do serviço. Mais de 60 mil pontos seguem sem luz e em alguns municípios a falta de energia já dura mais de 30 horas.

O consumidor pode entrar em contato com o Procon quando se sentir lesado em relação às empresas de energia elétrica, mas o primeiro contado deve ser feito com a concessionária visando resolver a situação. “Casos de problemas como danos nos aparelhos devem ser resolvidos com a empresa de energia, o Procon visa restabelecer o fornecimento”, explicou o coordenador em entrevista a’O Alvoradense.

Tão logo os problemas sejam solucionados o Proncon deve entrar em contato com as companhias para verificar quanto tempo demorou para o serviço ser restabelecido para toda rede e porque o serviço de informações para o consumidor foi deficitário. Mesmo sem divulgar os valores das possíveis multas aplicadas às concessionárias, Aquino informou que o valor da penalidade depende do tamanho da empresa e dos prejuízos causados à população.

Fonte: O Alvoradense